Chuvas voltam alagar vias de Porto Alegre

Aulas da rede pública e privada foram suspensas nesta sexta (24) e novos pontos de alagamento causa transtornos no trânsito. Em uma creche da Zona Sul, crianças foram resgatadas após local ficar ilhado

Publicado por
16:47 - 23/05/2024

Compartilhar:

Facebook Twitter Whatsapp
Chuvas voltam a alagar Porto Alegre

Resgate em creche na zona Sul de Porto Alegre - (Foto: Pedro Piegas)

As chuvas voltaram a provocar problemas em Porto Alegre nesta quinta (23), causando bloqueios no trânsito e atrapalhando o trânsito no corredor humanitário devido aos buracos que se formaram no local. Além disso, avenidas como a Érico Veríssimo e a Beira Rio têm bloqueio total em decorrência do acúmulo de água.

Por se tratar de uma passagem emergencial e provisória, o corredor humanitário de Porto Alegre foi construído à base de areia, terra e brita, materiais que se moldam facilmente à passagem de veículos e que tem a formação de buracos catalisada pelas fortes chuvas nesta tarde. A via liga a avenida Castelo Branco à elevada da Conceição, tanto no sentido interior-capital quanto no fluxo inverso.

(Foto: Fernando Oliveira/Reprodução X)

Aulas da rede pública e privada suspensas

Não haverá aulas nas escolas da rede pública e privada de Porto Alegre nesta sexta-feira, 24, devido ao retorno dos alagamentos em diversos pontos da cidade. A medida foi anunciada nesta quinta (23), entre governos estadual e municipal.

Depois de duas semanas de paralisação, por conta da enchente, as aulas na rede municipal retornaram na última segunda-feira. O retorno estava ocorrendo gradualmente, à medida que as instituições tivessem água e energia elétrica.

Crianças são resgatadas de embarcações na Zona Sul após creche ficar ilhada

Voluntários, bombeiros e policiais militares socorreram moradores ilhados na zona Sul de Porto Alegre. O ponto mais crítico dos salvamentos nesta quinta-feira é esquina da avenida Otto Niemeyer e a rua Arroio Grande, no bairro Camaquã. No local, crianças e idosos ficaram ilhadas pela água, que ultrapassa a linha da cintura.

Uma creche foi evacuada devido à inundação. Um grupo de 20 crianças estava no local. Embarcações foram usadas para retirar oito crianças e sete funcionários.

Ainda na localidade, a advogada Gimena Samuel esperava o bote que resgataria os pais, ambos idosos, que estavam ilhados em um imóvel.

“Avisei um grande grupo de voluntários e eles trouxeram embarcações. Sem a mobilização voluntária, não seria possível fazer resgates com agilidade”, disse ela.

Um veículo anfíbio do Exército Brasileiro também estava no local. O blindado, que recebe o nome por se locomover na água, também foi usado no resgate de pets e moradores.

Melo anuncia medidas devido acúmulo de chuvas

Após horas do início dos novos alagamentos em Porto Alegre e uma chuva forte e incessante, o prefeito de Porto Alegre, Sebastião Melo (MDB), anunciou duas medidas emergenciais: a suspensão das aulas na rede pública e privada e o fechamento de comportas nesta quinta-feira.

Esta segunda medida deverá ocorrer em função das chuvas no interior do Estado e provocam cheias nos rios que desembocam no Guaíba, podendo ocasionar em novas elevações no lago que, segundo Melo, podem chegar de 40 cm a 60 cm. Apesar disso, o prefeito e o diretor do DMAE (Departamento de Água e Esgoto), Maurício Loss, garantem que, até o momento, a abertura das comportas vem sendo uma medida certeira, uma vez que estão auxiliando no escoamento da água.

*Informações do Correio do Povo

Compartilhe nas suas redes

Facebook Twitter Whatsapp