Central de Matrículas de Caxias do Sul registra aumento na procura por escolas devido à migração de famílias atingidas pelas chuvas no RS

100 estudantes foram inscritos após mudarem de endereço, vindos das cidades de Arroio do Meio, Bom Jesus, Canela, Canoas, Gramado, Muçum, Novo Hamburgo, Porto Alegre, Roca Sales, São Leopoldo e Vale Real

Publicado por
17:14 - 06/06/2024

Compartilhar:

Facebook Twitter Whatsapp

(Foto: Elisabete Bianchi/Divulgação)

A destruição causada pelas enchentes no Rio Grande do Sul está levando muitas famílias a migrarem em busca de um novo começo. Caxias do Sul, sendo a segunda maior cidade do Estado e menos atingida pela calamidade que devastou a capital, emerge como uma alternativa atraente para essas famílias. A Central de Matrículas já registra um aumento significativo no número de famílias que buscam escolas para seus filhos.

De acordo com dados da Central de Matrículas, entre 7 e 28 de maio, cerca de 100 estudantes foram inscritos após mudarem de endereço devido às enchentes. Destes, 28 crianças são provenientes de Galópolis, enquanto os demais vieram de várias outras cidades do Estado, incluindo Arroio do Meio, Bom Jesus, Canela, Canoas, Gramado, Muçum, Novo Hamburgo, Porto Alegre, Roca Sales, São Leopoldo e Vale Real.

“Nós estamos acolhendo as famílias que estão vindo de outros municípios. A educação faz isso, é um setor de acolhida. Muitas dessas famílias perderam documentos, como certidões de nascimento, que são necessárias para a matrícula na educação infantil e no ensino fundamental. Estamos aceitando essas inscrições, acolhendo as famílias e orientando sobre como obter uma segunda via dos documentos nos cartórios locais”, explicou a secretária da Educação, Flávia Vergani.

No mesmo período, de 7 a 28 de maio, o total de inscrições para matrícula feitas pelo formulário eletrônico da Secretaria Municipal de Educação (SMED) foi de 962. Desses, 100 são alunos que mudaram de endereço devido às enchentes, cerca de 70 são estrangeiros, e o restante são, em sua maioria, alunos que já pertencem à rede municipal e solicitaram transferência de escola. Esses dados abrangem estudantes do pré ao nono ano.

Compartilhe nas suas redes

Facebook Twitter Whatsapp