Prefeitura de Caxias do Sul rescinde contrato com empresa que realizava reforma do acesso ao Desvio Rizzo

Aura Terraplanagem e Pavimentações, vencedora da licitação, abandonou o projeto alegando dificuldades financeiras

Publicado por
20:59 - 19/04/2024

Compartilhar:

Facebook Twitter Whatsapp

Foto: Prefeitura de Caxias do Sul

Depois de várias notificações para agilizar os trabalhos e atualizar o cronograma da revitalização do acesso ao bairro Desvio Rizzo, a prefeitura de Caxias do Sul rescindiu o contrato com a empresa Aura Terraplanagem e Pavimentações. A empresa, que foi vencedora da licitação, alegou problemas financeiros e incapacidade de dar seguimento ao contrato.

O Executivo agora busca alternativas para que uma nova empresa assuma a empreitada, visto não ter havido segundo colocado no certame licitatório.

“Convoquei várias secretarias aqui para uma reunião de emergência, porque não é apenas a população do Rizzo que cansou com aquela obra. A minha paciência esgotou. Amanhã vai começar alguns reparos lá para reduzir os transtornos que estão sendo causados aos motoristas”, ressaltou Adiló.

Neste sábado (20), a Codeca assume os trabalhos na Rua Cristiano Ramos de Oliveira, entre as ruas Arcângelo Rizzo e Orácio Damiani. No local, foram abertas duas valas para implantação de redes, bloqueando o trânsito.

A mesma empresa, Aura Terraplanagem e Pavimentações, ganhou a licitação para implantar as redes de saneamento do Samae. Neste caso, a autarquia está convocando o segundo colocado no certame para a continuidade das obras.

Investimento de R$ 40 milhões

A ordem de início de obra foi assinada em maio de 2023 e a previsão de conclusão era o final deste ano. O investimento, aproximado de R$ 40 milhões (com R$ 17 milhões financiados via Badesul, outros R$ 14 milhões pagos pelo Samae e R$ 5 milhões de aporte do governo do Rio Grande do Sul) beneficiará um contingente estimado em mais de 100 mil pessoas.

A reforma completa do acesso ao Desvio Rizzo compreende readequações da geometria, pavimentação asfáltica, drenagem, esgoto sanitário, iluminação pública, implantação de ciclovia/ciclofaixa, acessibilidade universal, sinalização horizontal e vertical e serviços afins e correlatos, qualificando a acessibilidade e a mobilidade da região.

Em linhas gerais, serão implantados aproximadamente 1,8 mil metros de ciclovia, pavimentados 30 mil m² de passeios para pedestres com prioridade para a acessibilidade universal, instalada iluminação pública em 1,8 mil metros de vias e executados cerca de 70 mil m² de pavimentação asfáltica.

Aproveitando a obra, o SAMAE implementa uma nova rede de saneamento de 13 quilômetros com separação absoluta, conectando o curso de fluidos do Desvio Rizzo até a Estação de Tratamento de Esgoto (ETE) Samuara.

Compartilhe nas suas redes

Facebook Twitter Whatsapp