Pais de alunos da Escola Apolinário bloqueiam Perimetral Norte em protesto por reforma do estabelecimento

Cruzamento da via com a Rua Atílio Andreazza, na chamada rótula da Randon, ficou totalmente interrompido por quase duas horas no final da tarde desta sexta

Publicado por
22:10 - 23/02/2024

Compartilhar:

Facebook Twitter Whatsapp
pais

Foto: Cristiano Gauer / Grupo RSCOM

A revolta de pais e mães de aluno da Escola Estadual Apolinário Alves dos Santos, teve mais um capítulo no final da tarde desta sexta feira (23). Cerca de 100 manifestantes bloquearam a rótula da Randon, no encontro da perimetral norte com a Rua Atílio Andreazza. O bloqueio foi realizado com cones e também com a formação de um cordão humano. Com cartazes e gritos contra o governador Eduardo Leite, o protesto começou as 18h e seguiu até perto das 20h.

A principal reivindicação dos pais e mães é que as demandas estruturais da escola sejam resolvidas. Desde o dia 8 de dezembro, o colégio está interditado devido a problemas na rede elétrica. Com esse problema somado ao começo das aulas, a medida adotada foi transferir 570 alunos do Apolinário para Escola Estadual Evaristo De Antoni. Isso causa um problema de logística para centenas de famílias, já que muitas delas não tem condições de realizar o transporte dos filhos para a anova escola.

O protesto contou com a presença de fiscais de trânsito e agentes da Guarda Municipal. Os guardas negociaram com os manifestantes o fim da manifestação. Em alguns momentos, o clima chegou a esquentar entre os manifestantes, porém sem registro do uso da violência. Após o fim parcial do protesto, os agentes de trânsito e Guarda Municipal se retiraram da ocorrência. Após a saída, os manifestantes voltaram a bloquear as pistas, porém de forma parcial.

Solução dos problemas

A empresa responsável pelas obras na rede elétrica da escola pode ser anunciada na próxima quarta feira (23), segundo a titular da 4ª Coordenadoria Regional de Educação (4ª CRE), Viviani Devalli. As secretarias de Obras Públicas e da Educação do Estado informaram que isso será possível pelo orçamento enquadrado na modalidade de dispensa de licitação para obras e serviços de engenharia. Com a nova lei de licitações, o teto é de R$ 119.812,02. A obra do Apolinário está orçada em R$ 111,2 mil.

Compartilhe nas suas redes

Facebook Twitter Whatsapp