Juventude pede cancelamento de todos os seus jogos por 15 dias

Alviverde pede prioridade para apoio à comunidade e enfatiza as perdas e danos no estado

Publicado por
12:01 - 07/05/2024

Compartilhar:

Facebook Twitter Whatsapp

Estádio Alfredo Jaconi não foi alagado, mas clube pede solidariedade às vítimas da enchente

Após avaliar e considerar várias possibilidades, a direção do Juventude decidiu se posicionar oficialmente pedindo o cancelamento de todos os seus jogos por pelo menos 15 dias.
A nota oficial foi divulgada na manhã desta terça-feira (07) e o pedido foi encaminhado oficialmente para a Confederação Brasileira de Futebol (CBF).
Confira a nota oficial do Esporte Clube Juventude:
“Diante das adversidades impostas pelas recentes enchentes que assolaram o Estado do Rio Grande do Sul, o Esporte Clube Juventude informa que solicitou, junto à Confederação Brasileira de Futebol (CBF), a suspensão de todas as partidas que envolvam o clube em todas as competições organizadas pela entidade, por um período mínimo de 15 (quinze) dias a partir da data de 06/05.
As graves consequências das enchentes deixaram a região em estado de calamidade pública, resultando em danos irreparáveis às comunidades locais. Até o momento desta comunicação, os registros oficiais apontam para um cenário preocupante: 90 mortes, 132 pessoas desaparecidas, 361 feridos e 155,7 mil desalojados, afetando diretamente mais de 1 milhão de habitantes.. O boletim divulgado nesta terça-feira (7) pela Defesa Civil do Rio Grande do Sul ainda aponta que há outros 4 óbitos sendo investigados. Caxias do Sul, cidade-sede do Esporte Clube Juventude, figura entre os municípios mais impactados, registrando um alto número de óbitos.
Prevê-se que as condições climáticas adversas persistam, com a possibilidade de retorno das chuvas ao final da semana. A logística do Estado foi severamente comprometida, com bloqueios em 102 trechos de 58 rodovias distintas, além da suspensão de todos os voos no Aeroporto Salgado Filho, em Porto Alegre, até pelo menos 30 de maio.
Os eventos climáticos devastadores não apenas causaram danos físicos, mas também afetaram profundamente a vida e o bem-estar de milhares de pessoas, resultando em desalojamentos, perda de propriedades e escassez de recursos básicos, como água potável e alimentos.
Diante desse contexto, é impraticável e insensível manter os compromissos esportivos enquanto jogadores, funcionários e torcedores lidam com as consequências desoladoras dessa tragédia. Além disso, as condições logísticas inviabilizam a continuidade dos jogos conforme o calendário originalmente estabelecido pela CBF.
Neste momento, a prioridade do Esporte Clube Juventude é apoiar a comunidade e contribuir para sua recuperação.”

Compartilhe nas suas redes

Facebook Twitter Whatsapp