Festa da Uva apresenta lucro de R$ 1,5 milhão na edição deste ano

Números foram anunciados em coletiva de imprensa na manhã desta terça-feira (11) pela Comissão Comunitária do evento

Publicado por
09:54 - 11/06/2024

Compartilhar:

Facebook Twitter Whatsapp
Festa da Uva apresenta lucro de R$ 1,5 milhão na edição deste ano

Fernando Bertotto e trio de soberanas | Foto: Regina Lain/divulgação

Reportagem atualizada às 11h50min desta terça-feira (11)

A edição de 2024 da Festa Nacional da Uva apresentou um lucro de R$ 1,5 milhão nas receitas. Os números do evento de Caxias do Sul foram divulgados em coletiva de imprensa na manhã desta terça-feira (11) pelo presidente da Comissão Comunitária, Fernando Bertotto, no Centro de Eventos. O prefeito Adiló Didomenico, a rainha Lizandra Mello Chinali e as princesas Eduarda Ruzzarin Menezes e Letícia de Carvalho também estiveram presentes.

Bertotto avaliou a festa como um sucesso devido aos 460 mil visitantes recebidos nos 18 dias de evento — 30% a mais que na edição anterior —, e aos elogios: segundo a organização, 91% do público aprovou as atrações. Ao todo, 400 expositores participaram, 150 toneladas de uva foram distribuídas e 340 apresentações artísticas foram realizadas.

A receita anunciada é de R$ 19.762.903,37, contra R$ 18.258.887,88 em despesas, totalizando o superávit de R$ 1.504.015,49. Os valores que entraram têm origem no aporte de R$ 6 milhões do poder Executivo municipal, patrocínios diretos (R$ 4,2 milhões), leis de incentivo a cultura federal (R$ 3,4 milhões) e estadual (R$ 874 mil), bilheteria (R$ 2,57 milhões) e venda de espaço para expositores (R$ 2,55 milhões).

“Foi uma busca incansável de parceiros que colaram a marca na Festa da Uva, um trabalho de divulgação enorme, o que não aconteceu em 2022 por causa da pandemia. Rodamos o Brasil inteiro divulgando. Aumentamos a captação (de recursos), tivemos a Lic federal, que faz diferença. Tudo isso fez nosso porte financeiro aumentar. Trabalhamos em cima de números palpáveis, fazendo com que a arrecadação subisse”, salientou.

Bertotto informou que a 34ª Festa da Uva injetou cerca de R$ 250 milhões na economia local e gerou 10 mil empregos diretos e indiretos, fator que, de acordo com o presidente, justifica o apoio da prefeitura e da Câmara de Vereadores na concessão de aportes financeiros.  Ainda conforme a Comissão Comunitária, os turistas nacionais e regionais propiciaram a ocupação de em torno de 80% da rede hoteleira no início da festa, em 15 de fevereiro, e em 100% no último fim de semana, de 3 de março.

Dados: divulgação/Festa da Uva

 

Entretanto, o evento ainda carrega um passivo de edições anteriores a do ano de 2017 estimado em R$ 4 milhões. O valor está atrelado a rúbricas com órgãos de imprensa, montadoras, prestadoras de serviço, entre outros. Bertotto disse que o resultado deste ano ajudará a pagar o débito.

“Como é um calendário permanente, tem Festa das Colheitas ano que vem, está sendo trabalhado o orçamento para ir quitando (a dívida)”, comentou.

Nas palavras do prefeito Adiló, uma boa parte da dívida já foi sanada.

“O próprio resultado positivo serve para isso. Vamos dar um jeito com certeza, gradativamente, saldando os compromissos. O importante é que a festa, com a captação da Lic e um orçamento bem ajustado, conseguimos esse resultado positivo”, observou o chefe do executivo.

Ele valorizou a aprovação do público à festividade bianual.

“Entendo que o resultado (financeiro) é importante, mas o mais importante é a pesquisa de satisfação, o público que frequentou os pavilhões e o retorno do caxiense abraçando a Festa da Uva como poucas vezes se viu”, acrescentou.

Ainda durante a coletiva, foi informado que a Festa das Colheitas está marcada para ocorrer nos três primeiros finais de semana de março de 2025.

 

Compartilhe nas suas redes

Facebook Twitter Whatsapp