Ações contra perturbação do sossego público serão realizadas ao longo do ano em Caxias do Sul

Através da ‘Operação Duas Rodas’, Secretaria de Transito tem objetivo de coibir o exagero do barulho por parte dos motociclistas

Publicado por
22:51 - 14/03/2024

Compartilhar:

Facebook Twitter Whatsapp
Caxias do Sul

Foto: Fiscalização de Trânsito / SMTTM

Na última quarta feira (13), a Secretaria Municipal de Trânsito, Transportes e Mobilidade (SMTTM), por meio da Fiscalização de Trânsito, realizou mais uma etapa da ‘Operação Duas Rodas’. Desta vez, o local escolhido foi o bairro Rio Branco, em Caxias do Sul.

Foram abordados 89 condutores, dos quais oito não possuíam a Carteira Nacional de Habilitação, ou seja, não eram habilitados. Os agentes também removeram 15 veículos aos depósitos credenciados do Detran/RS.

Logo no início da operação, uma motocicleta foi abordada realizando malabarismo na via. Após ter sido abordada, verificou-se que a mesma possuía mais de R$ 12 mil em autuações, inclusive tendo participado de eventos não autorizados no final do ano de 2023. A motocicleta foi removida para o depósito credenciado do Detran/RS, mesmo destino de um veículo Verona abordado com 12 anos de licenciamento vencido.

No decorrer da operação, diversos condutores tentaram fugir da abordagem, mas os agentes haviam bloqueado as vias próximas. Somente uma motocicleta empreendeu fuga na contramão, mas teve o emplacamento identificado, resultando na aplicação de uma série de autuações. A operação também propiciou aos servidores a identificação de diversos condutores de automóveis que dirigiam com os celulares nas mãos, incorrendo em infração de trânsito, tendo sido fotografados e autuados.

Secretário garante a continuidade da operação

O secretário de Transito, Transportes e Mobilidade de Caxias do Sul, Alfonso Willenbring Júnior, ressalta que o combate ao excesso de barulho gerado pelas motos é uma demanda forte da comunidade. Tanto que o secretário afirma categoricamente que a operação segue durante todo ano, sem datas definidas, porém podendo ocorrer mais de uma vez por semana. Inclusive, um princípio de conversas visando alguns projetos de lei já estão sendo feitas. Porém, Alfonso reforça que isso é apenas um começo de ideias que a secretaria está elaborando.

“É um requerimento muito forte por parte da comunidade local o combate ao barulho das motos. Com relação à operação de duas rodas, podemos informar categoricamente que elas seguirão ocorrendo, periodicamente uma, duas ou três vezes na semana, conforme a necessidade”, ressaltou Alfonso Willenbring Júnior.

 

Compartilhe nas suas redes

Facebook Twitter Whatsapp