Caxias do Sul recebe a ‘Caravana de Direitos na Reconstrução do RS’ nesta semana

Ação começa nesta segunda-feira (08) e segue até o final da semana. Técnicos dos CRAS e do Cadastro Único do Município também participam do projeto

Publicado por
07:43 - 08/07/2024

Compartilhar:

Facebook Twitter Whatsapp

Foto: Divulgação/DPU

A “Caravana de Direitos na Reconstrução do RS” é uma iniciativa da Defensoria Pública da União (DPU) e da Advocacia-Geral da União (AGU). Os mutirões, que acontecerão em várias cidades, também contarão com equipes da Caixa Econômica Federal, Receita Federal, INSS e Registradores Civis. O objetivo é auxiliar na obtenção de benefícios sociais aos  cidadãos atingidos pelas chuvas e enchentes ocorridas em maio.

Em Caxias do Sul, além das equipes federais, o município apoiará o evento deslocando técnicos dos CRAS e do Cadastro Único que participarão da ação atendendo a população no local. A Caravana estará no Shopping Villagio, a partir desta segunda-feira (08), das 11h às 17h. De terça a quinta (09 a 11), o horário será das 9h às 17h. Já na sexta (12), os atendimentos ocorrerão entre 9h e 15h.

A ação foi pensada em quatro grandes frentes: apoiar as pessoas assistidas, por meio de orientações acerca dos seus direitos; prestar assistência jurídica e extrajurídica; apoiar os defensores públicos nos atendimentos e dar continuidade nos processos de assistência jurídica que foram originados desses atendimentos.

Serão oferecidos os serviços de Auxílio Reconstrução, Abono Salarial, Saque FGTS Calamidade, Seguro Desemprego, Orientação sobre o uso dos aplicativos Caixa Tem, FGTS/PIS, Bolsa Família e Pé-de-Meia, intermediação de mão de obra e encaminhamento do Seguro Desemprego por meio da FGTAS, benefícios previdenciários e assistência além da emissão da senha Gov.BR.

Paralelamente à participação na Caravana de Direitos, a Fundação de Assistência Social (FAS) tem atuado ativamente nas últimas semanas no cadastramento das famílias na plataforma disponibilizada pelo Governo Federal para o Auxílio Reconstrução. Já foram cadastradas 2.044 famílias. O trabalho agora está focado em resolver as inconsistências apontadas pela plataforma do Auxílio Reconstrução. Para isso, quatro servidores da fundação estão dedicados a revisar os cadastros e complementar as informações.

O Conselho Municipal de Assistência Social (CMAS) também disponibilizou a servidora da FAS que trabalha diretamente no conselho para auxiliar nesse trabalho de verificação de todos os cadastros. No Centro Administrativo outros servidores também fazem parte da força-tarefa, num esforço que envolve várias secretarias do município com a intenção de resolver os impeditivos para o pagamento do benefício às famílias atingidas.

Compartilhe nas suas redes

Facebook Twitter Whatsapp