Turismo da Região Uva e Vinho após chuvas no RS: encontro aponta para unidade na comunicação

Identificação de fontes de recursos e fortalecimento da marca Serra Gaúcha foram pautas abordadas

Publicado por
17:08 - 21/05/2024

Compartilhar:

Facebook Twitter Whatsapp

Beatriz Paulus, Luiz Fernando e Rafael Carniel conduziram o encontro. Crédito Sene Comunicação

O turismo na região da Uva e do Vinho vem sendo uma fonte de preocupação ante a tragédia climática do Rio Grande do Sul. Por isso na tarde de segunda-feira a Atuaserra (entidade que reúne os secretários municipais de turismo da região), juntamente com o CISGA (Consórcio Intermunicipal de Desenvolvimento Sustentável da Serra Gaúcha) e Amesne (Associação dos Municípios da Encosta Superior do Nordeste), com o apoio da Secretaria de Turismo de Bento Gonçalves, reuniu representantes associados e do trade turístico no Dall’Onder Grande Hotel.

O encontro contou com a presença de Luiz Fernando Rodriguez Júnior, Secretário Estadual de Turismo, Rafael Carniel, Diretor Geral da Secretaria de Turismo do RS, o Prefeito de Bento Gonçalves, Diogo Siqueira e secretários de turismo da região e do trade turístico.

A diretora-executiva da Atuaserra, apresentou breve diagnóstico da situação e prioridades infraestruturais dos 33 municípios da Região Uva e Vinho, documento que já foi encaminhado à Secretaria Estadual de Turismo. Ela sugeriu a adesão ao termo “Serra Gaúcha” como marca unificada para fortalecer a identidade regional e promover a segurança e transparência na comunicação. O grupo presente votou e aprovou a adesão à nomenclatura “Serra Gaúcha”.

Luiz Fernando Rodriguez Júnior apresentou a proposta de colaboração inter-regional na Serra Gaúcha e Governo do RS, propondo que a comunicação seja unificada e clara entre as regiões Uva e Vinho, Hortênsias e Campos de Cima da Serra. Esta iniciativa visa auxiliar na promoção e restabelecimento do turismo seguro no Estado. Ele mencionou ainda o estudo das soluções financeiras e de infraestrutura com propostas que incluem mudanças de juros, criação do “Fungetur de Calamidade”, isenção de impostos e flexibilização de contratos trabalhistas. Destacou a importância de soluções imediatas em algumas rodovias. Ao mesmo tempo, Rafael Carniel apresentou as fontes existentes de financiamento, dentre elas o FUNGETUR, o Fundo de Amparo ao Trabalhador e os recursos do BNDES, enfatizando que os juros devem ser discutidos junto aos Ministérios para terem a mesma taxa aplicada ao setor agropecuário.

Gleuza Jesué, Diretora de Reparação da Multinacional Vale, que acompanhava o Prefeito Diogo, falou sobre a reconstrução e resiliência do povo gaúcho, enfatizando a necessidade de união e a construção de um novo futuro, com foco em reinventar e reconstruir. “O momento é de união, com o objetivo de reinventar nossa região.”

Referente à promoção turística e eventos, Luiz Fernando citou o lançamento de uma política de incentivo ao turismo interno com a campanha “Gaúcho Conheça o RS”. Além disso, destacou o apoio que o Estado deverá dar aos grandes eventos como Festival de Natal, Festival de Cinema, 20 de setembro, Oktoberfest e Vindima, que serão promovidos para estimular a economia local. Apresentou a possibilidade de uma agenda de retomada dos eventos a partir de junho, como incentivo de promoção do turismo indutor, identificando quais eventos promovem o fluxo turístico.

Os resultados desta reunião e de outras reuniões realizadas pela SETUR/RS estarão no documento que será encaminhado ao Ministério do Turismo na próxima quarta-feira (22), por meio da Comitiva Estadual que estará em Brasília.

Compartilhe nas suas redes

Facebook Twitter Whatsapp