IFRS Bento Gonçalves libera servidores para decidir adesão à greve nacional da categoria

Posicionamento da direção local do IFRS foi divulgado por meio de uma nota oficial. Calendário escolar não foi suspenso

Publicado por
11:21 - 17/04/2024

Compartilhar:

Facebook Twitter Whatsapp
IFRS Bento Gonçalves libera servidores para decidir adesão à greve nacional da categoria

Foto: IFRS Bento Gonçalves

A Direção-Geral do Campus Bento Gonçalves do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Sul (IFRS), emitiu uma nota oficial, nesta terça-feira (16), sobre a greve dos servidores federais. De acordo com o documento, os docentes e técnicos-administrativos estão liberados para decidir se vão aderir ao movimento grevista.

A paralisação proposta pelo Sindicato Nacional dos Servidores Federais da Educação Básica e Profissional (Sinasefe) desde o dia 3 de abril, teve início somente nesta segunda-feira (15), na cidade. Segundo a direção do IFRS, por enquanto, o Calendário Acadêmico não será suspenso.

“Neste sentido, os docentes que não aderirem a greve, manterão suas atividades letivas e os alunos terão aula nesses períodos“, afirma a nota.

Já o Comando de Greve definiu algumas atividades essenciais que serão mantidas durante o período de paralisação:

  • CAE: haverá atendimento apenas para demandas já em andamento pela Assistente Social e Psicologia, além do atendimento obrigatório no refeitório para estudantes do ensino médio integrado e aqueles com assistência estudantil. A nutricionista estará de plantão às terças e quintas de manhã.
  • Laboratórios: não terá atendimentos para aulas práticas, mas manterão a manutenção de experimentos em andamento.
  • Licitações e Contratos: terão acompanhamento e manutenção dos contratos continuados em horário a ser definido pelo setor.
  • Financeiro: manterá suas atividades, exceto a venda de tickets para o refeitório. Horário a ser definido pelo setor.
  • TI: manterá o link de internet do campus e a manutenção mínima dos sistemas de informática para serviços essenciais.
  • Setor Pedagógico: emitirá atestados para alunos que precisem apresentá-los em empresas.
  • COPPID: continuará atuando sem alterações.
  • NAPNE: manterá o funcionamento relacionado ao trabalho de terceirizados e servidores técnicos-administrativos, organizando-se em escala para atividades que não podem ser paralisadas.
  • Estação Experimental: continuará o tratamento dos animais e das plantas.

Sobre a greve

A greve deflagrada pelo Sinasefe reivindica a reestruturação das carreiras de técnicos-administrativos e docentes, reajuste dos auxílios e bolsas dos estudantes, além da recomposição salarial dos servidores e do orçamento das instituições federais de ensino. Os grevistas também solicitam a revogação de normas consideradas por eles prejudiciais à educação federal, promovidas pelos governos Temer (2016-2018) e Bolsonaro (2019-2022).

Mais informações sobre a greve podem ser obtidas aqui.

 

Confira a nota oficial da Direção-Geral do IFRS Campus Bento Gonçalves:

NOTA OFICIAL

Na quarta-feira, dia 03/04/2024, foi deflagrada greve por tempo indeterminado pelo Sindicato Nacional dos Servidores Federais da Educação Básica e Profissional – Sinasefe – BG que representa diferentes campi do IFRS, a qual teve início no dia de ontem, 15/04/2024. Reiteramos que, por enquanto, não existe a suspensão do Calendário Acadêmico, e será preservado o direito dos docentes e técnicos-administrativos aderirem ou não ao movimento, conforme previsto em lei. Neste sentido, os docentes que não aderirem a greve, manterão suas atividades letivas e os alunos terão aula nesses períodos.

Algumas atividades essenciais foram definidas pelo Comando de Greve, conforme Ofício Nº 01/2024 CGL – Campus Bento Gonçalves.

Pauline Fagundes Rosales
Diretora-Geral Substituta
IFRS – Campus Bento Gonçalves

Compartilhe nas suas redes

Facebook Twitter Whatsapp