Cursos da área de tecnologia têm oferta ampliada na UCS Bento

Universidade instituirá neste ano formações de Engenharia de Software, Engenharia de Controle e Automação e Gestão da Produção Industrial

Publicado por
17:54 - 08/02/2024

Compartilhar:

Facebook Twitter Whatsapp

Crédito: Paula Larentis

Os cursos da área de tecnologiana UCS Bento estão com oferta que acompanha  a velocidade das mais modernas tecnologias. Assim a implantação de cursos voltados a essa área do conhecimento são ampliadas. As recentes chegadas das graduações de Engenharia de Computação e Análise e Desenvolvimento de Sistemas, em 2023, e as implantações de três novos cursos neste ano reafirmam o compromisso da universidade com o desenvolvimento regional.

Neste ano, o campus da UCS no município passa a ofertar os cursos de Engenharia de Software, Engenharia de Controle e Automação, contribuindo para a formação de profissionais dedicados a fomentar a inovação e a competitividade nos negócios. No segundo semestre, está prevista a oferta do curso de Gestão da Produção Industrial. “O crescimento das indústrias e serviços, aliado à globalização do mercado, tem gerado uma necessidade cada vez maior de especialistas na área de tecnologia. Diante desse contexto, a UCS está investindo em novos cursos, visando não apenas suprir as demandas regionais, mas também impulsionar o desenvolvimento através da inovação e da tecnologia”, analisa o professor André Gustavo Adami, coordenador da Área do Conhecimento de Ciências Exatas e Engenharias da UCS.

Esse olhar da universidade, estratégico, combate uma carência observada na área de Tecnologia da Informação, ao mesmo tempo que prepara pessoas para as profissões do futuro. Segundo Adami, uma pesquisa realizada em 2023 pelo hub de inovação BrazilLab apontou que o Brasil terá um déficit de 300 mil profissionais na área neste ano. Isso significa imensos prejuízos. “Esta escassez não apenas limita o progresso das cidades, impactando setores essenciais, mas também restringe o potencial de desenvolvimento em todos os aspectos da economia”, observa Adami.

Diante disso, ao investir nos cursos de tecnologia, a UCS contribui para transformar esse cenário, disponibilizando capital humano que terá um papel crucial no avanço tecnológico de Bento Gonçalves e região. “A área de tecnologia é estratégica e essencial para impulsionar a inovação, a competitividade e o progresso econômico regional. E crucial atender à crescente demanda por profissionais qualificados na área de tecnologia, que desempenham um papel vital em todos os setores da economia. Assim, a UCS ajuda os municípios de sua abrangência a seguir sua vocação histórica, empreendedora e inovadora, através do desenvolvimento de pesquisas científicas e tecnológicas, e da formação de profissionais altamente qualificados”, analisa o professor.

A trajetória dos cursos do campo de tecnologia começou na UCS Bento em 1995, com a criação do curso de Tecnólogo em Processamento de Dados. “São quase 30 anos de formação de cursos em TI, trajetória essa dedicada à excelência acadêmica e de forte contribuição para o desenvolvimento e aprimoramento de indivíduos em suas respectivas áreas de atuação”, diz Adami.

São dos cursos das áreas de Engenharias e Exatas da UCS que saem muitos dos profissionais que integram um segmento vital para a economia da Serra. A indústria absorve grande parte dos formandos, que têm nos cursos um diversificado campo de atuação. Em Bento, por exemplo, além das formações citadas, são oferecidas as engenharias Civil, Elétrica, Mecânica e de Produção, sendo as três últimas relacionadas a avanços tecnológicos em automação e controle, computação, eletrônica industrial, produção e telecomunicação.

Com mais de 55 anos de dedicação à formação nas áreas de Ciências Exatas e Engenharias, a UCS se destaca como uma instituição de renome nesse cenário. “A busca pela excelência é evidente em nosso corpo docente altamente qualificado e na infraestrutura de qualidade, pilares fundamentais para assegurar uma formação de excelência, impulsionando assim os padrões no ensino e na pesquisa”, reforça o professor.

Fonte: Exata Comunicação

Compartilhe nas suas redes

Facebook Twitter Whatsapp