Autores de latrocínio ocorrido em 2018 são presos pela Polícia Civil em Caxias do Sul

O trio foragido tem participação no assassinato por tortura de vítima, ocorrido em Santa Lúcia do Piaí

Publicado por
20:47 - 18/10/2023

Compartilhar:

Facebook Twitter Whatsapp

(Foto: Polícia Civil)

Na tarde desta quarta-feira (18), a Polícia Civil, por meio da Delegacia de Repressão as Ações Criminosas Organizadas (DRACO) de Caxias do Sul, realizou o cumprimento de três prisões preventivas nos bairros São Luiz, Cruzeiro e Centro. O trio é autor de latrocínio ocorrido em 2018, ocasião em que Silvio Mondin Netto, de 57 anos, foi torturado e assassinado.

Na ocasião, foram localizados os paradeiros de três foragidos, com idades de 26, 27 e 50 anos, autores de latrocínio ocorrido em Caxias no ano de 2018. As diligências de captura dos presos teve apoio da SUSEPE (7ª região).

A sentença do caso foi expedida pela 3ª Vara Criminal de Caxias do Sul, sendo os réus condenados a penas entre 21 e 25 anos de reclusão pelo crime cometido.

Após os procedimentos de praxe, os presos foram encaminhados ao sistema prisional, onde permanecem à disposição do Poder Judiciário.

Relembre o caso

Silvio Mondin Netto, 57 anos, foi assassinado com várias facadas, e no corpo da vítima havia indícios de tortura, uma vez que os dedos teriam sido arrancados. Na cena do crime havia uma corda, utilizada amordaçar o homem durante o crime.

Durante as investigações da DRACO (antiga DEFREC) foram esclarecidos o fato e suas circunstâncias, sendo identificados e presos os 04 autores do latrocínio de Sílvio Mondin, morador de Santa Lúcia do Piaí, ocorrido no dia 04 de agosto de 2018.

A vítima, que tinha 57 anos e trabalhava como ourives e venda de animais, foi atingida com diversas facadas.

Compartilhe nas suas redes

Facebook Twitter Whatsapp