ABASTECIMENTO: Em teste, Sistema Marrecas é normalizado de forma gradual em Caxias do Sul

Apenas 7% dos locais abastecidos pela barragem já recebem água. Regiões com dificuldade, como Forqueta, são atendidas com caminhão-pipa

Publicado por
11:29 - 06/05/2024

Compartilhar:

Facebook Twitter Whatsapp

Foto: Divulgação/Samae

A normalização do abastecimento de água em Caxias do Sul apresenta duas dificuldades, na manhã desta segunda-feira (06). O principal deles é o Sistema Marrecas, que tem 27km de extensão, com capacidade de 15 mil m³ de água e abastece 27% da cidade.

Conforme informações da assessoria do Serviço Autônomo Municipal de Água e Esgotos (Samae), o conserto da adutora foi concluído neste domingo (05). Entretanto, foram iniciados os testes na rede, com abertura gradual, a fim de que não haja nenhum outro rompimento.

Com duas chaves abertas, até o final da manhã desta segunda, a água deve chegar ao reservatório do Jardim das Hortênsias, que vai permitir a retomada normal do abastecimento das regiões da cidade abrangidas pelo Sistema Marrecas, que atende 27% da cidade. Nesta manhã, 7% destes consumidores já recebiam água do reservatório.

Outro ponto cidade com problemas de abastecimento é a região de Forqueta. O Samae realizou manobras de sistema para conseguir levar água à localidade. Contudo, na região do Tirol, por causa da topografia, ainda há dificuldade de abastecimento.

A direção do Samae reitera que as regiões mais atingidas pela falta de água estão sendo abastecidas com caminhão-pipa. O roteiro pode ser conferido no site e nas redes sociais da autarquia.

Nesta segunda, equipes da prefeitura seguem trabalhando na Rota do Sol, em Vila Seca, onde foi realizado o conserto da adutora do Sistema Marrecas. Durante a tarde, a assessoria do Samae informou que havia sido iniciada a liberação do abastecimento, no Centro de Reservação Jardim das Hortênsias.

Compartilhe nas suas redes

Facebook Twitter Whatsapp