Pampa, campeão olímpico de vôlei, morre aos 59 anos

Ex-jogador fazia tratamento contra um linfoma e estava internado no Hospital Beneficência Portuguesa, em São Paulo, desde a metade de abril

Publicado por
14:11 - 07/06/2024

Compartilhar:

Facebook Twitter Whatsapp
Pampa, campeão olímpico de vôlei, morre aos 59 anos

Foto: Reprodução/ Facebook

O ex-jogador de vôlei André Felippe Falbo Ferreira, mais conhecido como Pampa, morreu nesta sexta-feira (7), aos 59 anos, em razão de complicações pulmonares, após ser submetido à quimioterapia. Ele fazia tratamento contra um linfoma, um tipo de câncer do sistema linfático. Ele estava internado no Hospital Beneficência Portuguesa, em São Paulo, desde a metade de abril.

Pampa nasceu em Recife e fez a sua estreia nos Jogos Olímpicos de 1988, em Seul. Quatro anos depois, se tornou campeão olímpico de vôlei nas Olimpíadas de Barcelona em 1992, o primeiro título olímpico da modalidade nacional.

O atleta jogou profissionalmente por 19 anos e foi considerado o melhor atacante do Campeonato Italiano em 1995. Já 1988 recebeu o prêmio de melhor atleta do Brasil entre todas as modalidades concorrentes, dada pelo Comitê Olímpico Brasileiro (COB), que emitiu uma nota de pesar pelo falecimento do campeão olímpico. (confira abaixo)

Já fora das quadras, Pampa ocupou cargos públicos ligado aos esportes. Atuou no Ministério do Esporte, entre 2000  2002, foi secretário de Esportes de Suzano -SP, de 2007 a 2010, e de Campos – RJ, de 2013 a 2015. Na sequência, assumiu a Superintendência Estadual de Esportes de Pernambuco. E, entre 2017 e 2019, trabalhou na gestão do Parque Olímpico, no Rio de Janeiro.

Nota de pesar

O Comitê Olímpico do Brasil (COB) externa o seu mais profundo pesar pelo falecimento do campeão olímpico de vôlei André Felippe Falbo Ferreira, o Pampa, nesta sexta-feira (07), vítima de um câncer.

Pampa nasceu no dia 24 de novembro de 1964, no Recife, em Pernambuco. Atleta de vôlei, ele conquistou a medalha de ouro com a seleção brasileira nos Jogos Olímpicos Barcelona 1992, o primeiro título olímpico do vôlei nacional. Além disso, Pampa foi campeão da Liga Mundial de 1993 e medalha de prata nos Jogos Pan-americanos Havana 1991 com o Brasil.

“Pampa é uma referência do voleibol brasileiro e sempre vestiu a camisa da seleção com muita garra e talento. A conhecida geração de ouro do nosso vôlei perde um de seus grandes integrantes, mas o legado do Pampa no vôlei vai permanecer para sempre inspirando outras gerações”, enfatizou o presidente do COB, Paulo Wanderley, que esteve na delegação brasileira em Barcelona 1992 como treinador do judô.

O diretor-geral do COB, Rogério Sampaio, foi campeão olímpico de judô naquela mesma edição.

Neste momento de dor, o COB se solidariza e envia condolências à família e aos amigos de Pampa, assim como a toda a comunidade do vôlei brasileiro.

Compartilhe nas suas redes

Facebook Twitter Whatsapp