Inscrições do Enem 2024 são prorrogadas até 14 de junho

A extensão do prazo oferece mais uma semana para os estudantes poderem confirmar sua participação nas provas, que estão agendadas para novembro

Publicado por
13:28 - 08/06/2024

Compartilhar:

Facebook Twitter Whatsapp
Saiba como é feita a correção das provas e das redações do Enem

Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom/ Agência Brasil

O Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2024 teve seu período de inscrições prorrogado até o dia 14 de junho. O anúncio foi feito nesta sexta-feira (07) pelo ministro da Educação, Camilo Santana. A extensão do prazo oferece mais uma semana para os estudantes poderem confirmar sua participação nas provas, que estão agendadas para novembro.

Originalmente, o prazo para inscrição terminaria hoje. De acordo com Camilo Santana, a decisão de prorrogar o prazo foi motivada, entre outros fatores, pela situação de calamidade que afeta a população do Rio Grande do Sul.

“Estudantes do Rio Grande do Sul e de todo o Brasil agora têm mais uma semana para se inscrever pela Página do Participante. Os concluintes do ensino médio em escola pública não pagam taxa de inscrição”, publicou o ministro em uma rede social.

Como se inscrever

As inscrições para o Enem podem ser feitas através da página oficial do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), órgão vinculado ao Ministério da Educação (MEC), responsável pela preparação e aplicação do exame.

Para se inscrever e garantir um lugar na prova, os candidatos devem pagar uma taxa de R$ 85. O pagamento pode ser realizado via boleto, PIX ou cartão de crédito. A inscrição só será confirmada após o pagamento. No entanto, essa taxa é isenta para candidatos que concluíram o ensino médio em escolas públicas.

Importância do Enem

O Enem é uma das principais portas de entrada para o ensino superior no Brasil, sendo utilizado por instituições públicas e privadas como critério de seleção. Além disso, o exame é requisito para programas governamentais de auxílio estudantil, como o Sisu, o Prouni e o Fies. Sem a realização do Enem, não é possível se inscrever nesses programas.

Alta adesão

Camilo Santana também destacou que quase 100% dos estudantes do último ano do ensino médio de estados como Alagoas, Amapá, Bahia, Ceará, Distrito Federal, Espírito Santo, Goiás, Pará, Paraíba, Pernambuco, Piauí, Rio Grande do Norte e Sergipe já se inscreveram no Enem.

Compartilhe nas suas redes

Facebook Twitter Whatsapp