Dono de imóvel é preso por instalar câmera escondida e gravar cenas íntimas de inquilinos em Goiás

Crianças e adolescentes foram gravados durante o banho; polícia acredita haver mais vítimas

Publicado por
14:49 - 22/04/2024

Compartilhar:

Facebook Twitter Whatsapp

Proprietário da residência alugada instalou câmera escondida no banheiro do local (Foto: Divulgação/Polícia Civil de Goiás)

A Polícia Civil de Goiás, por meio da Delegacia de Proteção à Criança e ao Adolescente de Anápolis, deteve um indivíduo de 36 anos sob a acusação de gravar e manter registros de nudez envolvendo menores de idade, conforme estipulado no artigo 240 do Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA). A prisão ocorreu na sexta (19), acompanhada da apreensão de dispositivos eletrônicos, os quais foram encaminhados para perícia.

Francismar Fernandes da Silva é o locatário de uma residência alugada para uma família. Em fevereiro, uma adolescente de 16 anos, moradora da casa, surpreendeu o homem dentro do banheiro da residência, que rapidamente fugiu ao ser visto. Suspeitando de sua presença, a adolescente descobriu uma câmera escondida instalada na tomada do banheiro.

Após a realização da perícia pela Polícia Técnico-Científica, foi confirmada a presença de um dispositivo que transmitia em tempo real as imagens captadas no banheiro, além de armazenar os arquivos.

Segundo informações da Polícia Civil, a câmera permaneceu instalada na residência por aproximadamente duas semanas, registrando os momentos do banho dos moradores, incluindo crianças e adolescentes.

Conforme o relato da família às autoridades, após alugar a casa, Silva alegou precisar recuperar um objeto deixado no local. No mesmo dia, solicitou o uso do banheiro. A polícia suspeita que foi nessa ocasião que a câmera escondida foi instalada.

Silva é proprietário de uma empresa de energia solar, e por ter acesso ao interior de diversas residências na região, a polícia acredita na possibilidade de mais vítimas.

As autoridades policiais de Goiás divulgaram a imagem do investigado visando a identificação de outras pessoas que possam ter sido alvo de crimes cometidos pelo homem.

Polícia acredita na existência de outras vítimas de Francismar Fernandes da Silva (Foto: Polícia Civil de Goiás)

Compartilhe nas suas redes

Facebook Twitter Whatsapp