Dinheiro esquecido: mais de R$ 8 bilhões ainda podem ser resgatados por brasileiros

Maior parte do montante disponível deve ser destinada a pessoas físicas, totalizando R$ 6,49 bilhões a serem recebidos por 41,28 milhões de beneficiários

Publicado por
07:30 - 06/07/2024

Compartilhar:

Facebook Twitter Whatsapp
R$ 8 bilhões

Foto: Marcello Casal Jr / Agência Brasil

O Banco Central (BC) informou nesta sexta-feira (5) que ainda há R$ 8,35 bilhões esquecidos disponíveis para saque no Sistema de Valores a Receber (SVR). Desde o início do programa, mais de R$ 7,12 bilhões já foram devolvidos aos brasileiros.

A maior parte do montante disponível deve ser destinada a pessoas físicas, totalizando R$ 6,49 bilhões a serem recebidos por 41,28 milhões de beneficiários. Já a categoria “pessoa jurídica” conta com 3,34 milhões de beneficiários, que têm a receber R$ 1,86 bilhão.

Distribuição dos Valores

Os valores esquecidos são distribuídos de forma desigual:

  • Até R$ 10: 63,60%
  • Entre R$ 10,01 e 100: 24,86%
  • Entre R$ 100,01 e 1.000: 9,77%
  • Acima de R$ 1.000,01: 1,77%

Instituições com Valores Esquecidos

Os bancos representam a maioria das instituições com dinheiro esquecido, acumulando mais de R$ 4,81 bilhões. As outras instituições incluem:

  • Administradoras de consórcio: R$ 2,32 bilhões
  • Cooperativas: R$ 807,54 milhões
  • Instituições de pagamento: R$ 281,60 milhões
  • Financeiras: R$ 119,39 milhões
  • Corretoras e distribuidoras: R$ 10,03 milhões
  • Outros: R$ 4,09 milhões

Como Resgatar os Valores

Para retirar os valores esquecidos, siga os passos abaixo:

Passo 1: Acesse o site Valores a Receber , oficial do Banco Central, na data e período de saque informados na primeira consulta. Se a data foi esquecida, repita o processo de consulta.

Passo 2: Faça login com a conta Gov.br (nível prata ou ouro). Se ainda não tiver conta nesse nível, faça o cadastro ou aumente o nível de segurança no site ou aplicativo Gov.br. Não deixe para criar a conta ou ajustar o nível no dia do resgate.

Passo 3: Leia e aceite o termo de responsabilidade.

Passo 4: Verifique o valor a receber, a instituição que deve devolver o valor e a origem do valor a receber. O sistema pode fornecer informações adicionais, se necessário.

Passo 5: Clique na opção indicada pelo sistema:

  • Solicitar por aqui: Para devolução do valor por Pix em até 12 dias úteis. Escolha uma chave Pix, informe os dados pessoais e guarde o número de protocolo para eventuais contatos com a instituição.
  • Solicitar via instituição: Se a instituição financeira não oferece devolução por Pix, entre em contato pelo telefone ou e-mail informado para combinar a forma de retirada (TED ou DOC).

O Banco Central recomenda que os usuários não deixem para criar a conta ou ajustar o nível de segurança no dia de agendar o resgate, garantindo assim um processo mais ágil e sem contratempos.

Golpes

O Banco Central aconselha o correntista a ter cuidado com golpes de estelionatários que alegam fazer a intermediação para supostos resgates de valores esquecidos. O órgão ressalta que todos os serviços do Valores a Receber são totalmente gratuitos, que não envia links nem entra em contato para tratar sobre valores a receber ou para confirmar dados pessoais.

O BC também esclarece que apenas a instituição financeira que aparece na consulta do Sistema de Valores a Receber pode contatar o cidadão. O órgão também pede que nenhum cidadão forneça senhas e esclarece que ninguém está autorizado a fazer tal tipo de pedido.

Com informações da Agência Brasil

R$ 8 bilhões

Compartilhe nas suas redes

Facebook Twitter Whatsapp