Caixa inicia contratações de financiamentos habitacionais através do FGTS Futuro

A operação, destinada a trabalhadores com renda de até R$ 2.640, iniciou nesta segunda (08)

Publicado por
14:37 - 09/04/2024

Compartilhar:

Facebook Twitter Whatsapp
Caixa publica editais de concurso com 4.050 vagas e salários de até R$16.728

Foto: Divulgação

A Caixa Econômica Federal deu início, nesta segunda (8), às contratações de financiamentos habitacionais através do FGTS Futuro. Esta operação destina-se a trabalhadores com renda de até R$ 2.640 e visa facilitar a aquisição de imóveis novos e usados pelo programa Minha Casa, Minha Vida.

O FGTS Futuro permite que o titular da conta vinculada do FGTS aproveite créditos disponíveis para realizar a caução dos mesmos durante um prazo de 120 meses, autorizando esta ação no momento da contratação do crédito habitacional, podendo ser feita diretamente pelo aplicativo FGTS.

Como funciona o FGTS Futuro

Para os trabalhadores com carteira assinada, é depositado mensalmente pelo empregador o equivalente a 8% de seu salário no Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS). O FGTS Futuro possibilita que esse valor seja utilizado para complementar a capacidade de pagamento, ampliando o acesso ao financiamento habitacional do Programa Minha Casa, Minha Vida, através da opção de caucionamento dos depósitos futuros da conta vinculada do FGTS. Assim, o trabalhador tem a oportunidade de obter um financiamento maior para a aquisição de seu imóvel.

Em caso de demissão, o saldo da conta comprometido com o financiamento do imóvel não pode ser sacado pelo trabalhador. Todo valor excedente na conta de FGTS é utilizado para abater a dívida, exceto a multa rescisória de 40% no caso de demissão, que permanece exclusiva do trabalhador.

Contratações pela Caixa

Durante o processo de contratação, a Caixa informará ao trabalhador a capacidade de pagamento para o financiamento habitacional, com e sem a utilização dos depósitos futuros. Caso haja opção pelo FGTS Futuro, os valores serão bloqueados na conta vinculada até a quitação total do saldo devedor.

A Caixa ressalta que a decisão de utilizar ou não esse recurso é exclusiva do trabalhador, sendo a medida válida somente para novos contratos de financiamento.

A adesão ao FGTS Futuro só pode ser realizada durante a contratação da operação. Se o cliente não optar por este recurso naquele momento, não será possível fazê-lo posteriormente, podendo utilizar os recursos depositados em sua conta vinculada do FGTS conforme as demais modalidades previstas em lei.

Para mais informações sobre o crédito imobiliário na Caixa, acesse o site do banco.

Compartilhe nas suas redes

Facebook Twitter Whatsapp