Aplicativo Celular Seguro bloqueou 650 aparelhos por dia desde o lançamento

Mais de 500 mil já baixaram aplicativo para bloquear celular roubado

Publicado por
20:15 - 24/12/2023

Compartilhar:

Facebook Twitter Whatsapp
Aplicativo Celular Seguro bloqueou 650 aparelhos por dia desde o lançamento

Aplicativo Celular Seguro bloqueou 650 aparelhos por dia desde o lançamento

A plataforma Celular Seguro, aplicativo do governo federal voltado à segurança de smartphones e aplicativos digitais, bloqueou 652 aparelhos por dia desde seu lançamento, na quarta-feira (20). Até este domingo (24), foram 3.261 aparelhos bloqueados por roubo ou furto, segundo dados do Ministério da Justiça e Segurança Pública.

A plataforma Celular Seguro, aplicativo do governo que bloqueia smartphones e aplicativos digitais, em caso de perda, roubo ou furto do aparelho, ultrapassou a marca de 500 mil cadastros de usuários, até as 15h de sexta-feira (22), portanto, três dias após o lançamento feito pelo Ministério da Justiça e Segurança Pública (MJSP), em parceria com a Agência Nacional de telecomunicações (Anatel) e a Federação Brasileira de Bancos (Febraban).

Ao todo, a ferramenta recebeu 2.544 alertas de usuários referentes a perdas, roubos ou furto de aparelhos, segundo o Ministério da Justiça e Segurança Pública.

O aplicativo Celular Seguro que permite o bloqueio completo de celulares roubados ou furtados. A ideia é inutilizar o aparelho rapidamente e de modo remoto para evitar que criminosos tenham acesso aos dados da vítima.

O lançamento partiu de um acordo com a Federação Brasileira de Bancos (Febraban) e com a Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) por meio do fornecimento do código IMEI (número único de identificação do aparelho – que pode ser acessado nas configurações do celular).

aplicativo está disponível para ser baixado gratuitamente pela App Store (iPhone – clique aqui para baixar) e Google Play (Android – clique aqui para baixar) . Para ter acesso às funcionalidades, é necessário ter uma conta no domínio do governo gov.br. O perfil é o mesmo usado para declarar Imposto de Renda ou ter acesso à carteira de habilitação digital.

No ato do cadastro, o usuário poderá indicar uma pessoa de confiança que poderá fazer o bloqueio em caso de roubo ou furto com apenas um clique. Alternativamente, a vítima poderá realizar o pedido de inutilização ela própria assim que tiver acesso à conta novamente.

O corte das linhas telefônicas, porém, entrará em vigor até fevereiro de 2024. Caso o aparelho seja recuperado, o usuário terá que entrar em contato com a operadora de telefonia e com os demais parceiros do Projeto Celular Seguro, como bancos e aplicativos, para reativar seus acessos.

Compartilhe nas suas redes

Facebook Twitter Whatsapp