Agroindústrias familiares gaúchas celebram retomada na 31ª Expotchê com vendas recordes ultrapassando R$ 1 milhão

A maior feira de artigos e cultura gaúcha realizada fora do Rio Grande do Sul ocorreu de 7 a 16 de junho, no Pavilhão do Parque da Cidade, em Brasília

Publicado por
15:37 - 18/06/2024

Compartilhar:

Facebook Twitter Whatsapp

(Foto: Divulgação Expotchê)

O pavilhão da agricultura familiar da 31ª edição da Expotchê marcou a retomada triunfante das agroindústrias familiares do Rio Grande do Sul em grandes feiras, após as chuvas que atingiram o estado em maio. As vendas ultrapassaram R$ 1 milhão, praticamente o dobro do valor registrado em 2023, quando o total foi de R$ 520 mil.

A maior feira de artigos e cultura gaúcha realizada fora do Rio Grande do Sul ocorreu de 7 a 16 de junho, no Pavilhão do Parque da Cidade, em Brasília. O espaço da agricultura familiar contou com 27 agroindústrias expositoras, representando 24 municípios gaúchos.

Apoio e organização

A Secretaria de Desenvolvimento Rural (SDR) foi uma das coprodutoras da Expotchê, investindo cerca de R$ 350 mil. O espaço destinado à agroindústria familiar foi organizado pela SDR em parceria com a Federação dos Trabalhadores na Agricultura no Rio Grande do Sul (Fetag/RS).

“O expressivo resultado alcançado na atual edição da Expotchê consolida o processo de agroindustrialização familiar no Rio Grande do Sul como instrumento de renda, pois com a abertura de mercados permite fixar as famílias nas propriedades e promover a sucessão familiar no campo”, celebrou Ronaldo Santini, titular da SDR.

Participação e impacto

As agroindústrias participantes do Programa Estadual de Agroindústria Familiar (Peaf), coordenado pela SDR, incluíram produtores de laticínios, erva-mate, doces, mel, panificados, bebidas (suco, vinho e cachaça) e embutidos e carnes, além de empreendimentos ligados ao artesanato.

“A 31ª Expotchê foi de extrema importância para a retomada das feiras da agricultura familiar, já que após os eventos meteorológicos que ocorreram em nosso estado, muitas feiras foram canceladas e adiadas, causando uma grande dificuldade para as agroindústrias comercializarem seus produtos”, explicou Lissandro Lamarque, diretor do Departamento de Agroindústria Familiar da SDR.

Testemunhos de sucesso

Natal Comin, proprietário da agroindústria de laticínios Pipo, de Nova Roma do Sul, destacou a satisfação de participar da edição 2024 da Expotchê, apesar das dificuldades impostas pelas adversidades meteorológicas. “Para nós, além do sucesso de vendas, foi fundamental o carinho que recebemos do público pelo esforço de estarmos lá. Somado a isso, ainda recebemos muitos elogios pela qualidade dos nossos produtos, o que sempre agrega valor à nossa agroindústria. A participação na Expotchê vai fazer uma diferença significativa no nosso ano”, afirmou Comin.

Sobre a feira

A Expotchê, realizada ininterruptamente desde 1992, integra o calendário oficial de eventos do Distrito Federal e é considerada uma das mais tradicionais. Em 2024, cerca de 150 mil pessoas visitaram o Pavilhão do Parque da Cidade. Os visitantes contribuíram com aproximadamente quatro toneladas de doações (alimentos e roupas) para os atingidos pelas enchentes no Rio Grande do Sul. O evento também contou com apresentações culturais e 50 atrações, incluindo bandas, trupe circense e grupos folclóricos.

A Expotchê 2024 não só evidenciou a resiliência e o dinamismo das agroindústrias familiares gaúchas, como também reforçou a importância de eventos que promovem a cultura e a economia regional, unindo tradição e solidariedade em um mesmo espaço.

Compartilhe nas suas redes

Facebook Twitter Whatsapp