Que a minha vida seja feita de Martha Rocha

Um dos doces preferidos do meu pai João Carlos Finger, que faleceu no último dia 6 de junho, era a…

Publicado por
11:38 - 28/06/2021

Compartilhar:

Facebook Twitter Whatsapp

Um dos doces preferidos do meu pai João Carlos Finger, que faleceu no último dia 6 de junho, era a torta Martha Rocha.

Criada por uma confeiteira em homenagem a Miss Brasil de 1954, o bolo possui recheio de doce de ovos, chantilly com nozes carameladas e disco de merengue.

Já hospitalizado em função da insuficiência respiratória e da anemia, num final de tarde, após horas em jejum em função de um exame, ele fez um pedido que demonstrou o quando ali havia vida.

Quis comer um pedaço da sua sobremesa preferida. Ele se deliciou como se soubesse que aquela seria a última fatia de torta antes de sua passagem.

Seus últimos pedidos, sem ele e nem nós saber que lhe restavam poucos dias de vida, foram para ver seus irmãos, filhas, netas e amigos queridos. Ouvir suas músicas preferidas. E degustar o doce que tinha sabor de infância.

Desejo que a minha vida seja feita de Martha Rocha.

Porque no final das contas o que fica são esses instantes, coisas simples, abraços demorados, a companhia de quem amamos.

Desde a sua partida meus olhos estão sempre marinados. Tento ser forte e não demonstro minhas dores. Creio que só meu travesseiro conhece as minhas feridas. Mas a escrita me ajuda a externar meus sentimentos e interpretar os teus ensinamentos.

Chris Finger é jornalista, mãe da Louise e da Lis, em busca de uma vida simples e com propósito

Compartilhe nas suas redes

Facebook Twitter Whatsapp