Qualidade do sono: como está o seu?

Dormir bem é tão essencial quanto manter uma alimentação saudável e praticar exercícios físicos. Seu corpo só se restaura através…

Publicado por
10:02 - 11/05/2021

Compartilhar:

Facebook Twitter Whatsapp

Dormir bem é tão essencial quanto manter uma alimentação saudável e praticar exercícios físicos. Seu corpo só se restaura através de uma noite de sono de qualidade, e não são oito horas de sono que caracterizam a qualidade do seu sono e da sua noite, mas o quanto seu corpo realmente descansa.

Dormir pode ser algo completamente natural, porém não é tão fácil assim, com o estresse de estudos e trabalho do dia-a-dia e a alimentação não tão adequada, a qualidade do sono acaba sofrendo, não sendo de certa forma restauradora. O tempo que cada pessoa necessita dormir é uma estimativa geral, cada estilo de vida e cada organismo são únicos, ou seja, dormir oito horas por noite não é uma regra para definir um sono restaurador.

Mas, vamos ao pilar principal, os benefícios de uma noite bem dormida, esta está relacionada a manutenção e conservação de energia, amadurecimento do sistema nervoso central, fortalecimento do sistema imunológico, secreção e liberação de hormônios (hormônio do crescimento, insulina, entre outros) e relaxamento e descanso da musculatura.

Enquanto dormimos, nosso corpo diminui a produção de cortisol e adrenalina, isso colabora para o controle do estresse. A perda de peso também está relacionada ao sono, pois quando dormimos, nosso corpo aumenta a produção de leptina (hormônio da saciedade), e diminui a produção de grelina (hormônio do apetite).

Durante o sono, nosso corpo produz outros hormônios como da tireoide, o GH (hormônio do crescimento), a prolactina (controla a produção do leite), entre outras. Isso significa que se não dormirmos bem, temos tendência a aumentar as taxas de gordura e açúcares no sangue, não crescer de forma adequada, ter pressão arterial mais elevada, ter maiores riscos de doenças cardíacas e vasculares, ter impotência sexual, além de implicar em uma maior dificuldade de obter ganhos e m massa muscular, queima de gordura, menos fixação da memória, menor qualidade do nosso sistema imunológico e aumento do cortisol.

Para melhorar seu sono, indico uma alimentação adequada, limitando o consumo de refrigerantes, chocolates, etc., não tirar cochilos durante o dia, exercitar-se regularmente, mas não antes de dormir, beber bastante água e chás e estabelecer uma rotina para o horário de dormir e despertar.

Texto escrito pela educadora física Abigail Somacal

(Licenciatura em Educação Física / Bacharel em Educação Física / Pós graduanda em Fisiologia e Prescrição do Exercício Clínico / CREF 027828-G/RS)

 

Compartilhe nas suas redes

Facebook Twitter Whatsapp