Os cães e as coceiras

Leia mais Conheça Luchezi Assador, novo titular do Cozinha Viva Confira a programação do Corpus Christi com os tradicionais tapetes…

Colunista
Blog dedicado ao mundo dos pets com artigos produzidos pela classe veterinária e especialistas. Os textos têm como objetivo ajudar tutores com o dia a dia dos seus melhores amigos.
16:29 - 13/09/2021

Compartilhar:

Facebook Twitter Whatsapp

Seu cão se coça mais do que o normal?

Algumas coçadinhas rápidas durante o dia são normais. Assim como nós nos coçamos às vezes, nossos cães também sentem essa necessidade. Agora, se seu cachorro anda se coçando com mais frequência e por um período de tempo mais longo, aí algo pode estar errado, e as causas disso são muito variadas, desde pulgas até alguma doença de pele! Aqui vão algumas dicas para quem tem pets que se coçam muito:

  • Procure observar se seu cão para de fazer o que está fazendo para se coçar, mesmo que não apresente lesões na pele, algumas alergias se mostram somente com o sintoma de excesso de coceira.
  • A lambedura em excesso, principalmente na região das patas, também pode ser um sinal de que algo está errado com a saúde do seu pequeno.
  • Procure observar a qualidade da ração que está sendo oferecida para o seu cão, e também os demais alimentos; alguns pets são alérgicos a algumas substâncias em específico.
  • Parasitas da pele como pulgas e carrapatos podem piorar ou até mesmo sozinhos causar dermatites. Proteja-o sempre, evitando infestações. Atualmente o mercado pet dispõe de proteção na forma de pipetas spot on (aplicadas na pele), coleiras e comprimidos. Escolha o que melhor se adaptar a sua rotina e ao pet.
  • Preste atenção na frequência dos banhos e na qualidade dos produtos utilizados; alguns compostos dos shampoos podem ressecar a pele e piorar a coceira.
  • Apareceram feridas, falhas no pelo ou queda em excesso fora de época? Está na hora de visitar o veterinário.
  • Os ouvidos e a pele das orelhas com frequência são acometidos por infecções que precisam ser tratadas conforme o agente que está causando a doença. Orelhas com secreção escura ou amarelada, inchadas e avermelhadas precisam ser examinadas.
  • Alguns problemas de pele podem ser reflexos de problemas hormonais nos pets. Check-ups e exames de rotina são a chave para prevenir e diagnosticar problemas que podem nem ser percebidos pelo tutor e se agravar com o passar do tempo, aumentando os custos do tratamento e diminuindo as chances do seu sucesso.
  • Ao contrário dos cães, NÃO é normal os gatos se coçarem. Se seu gato está com coceira, ele com certeza precisa ser consultado por um profissional capacitado.

Consulte sempre um médico veterinário para um diagnóstico preciso e para obter os tratamentos adequados para o seu pet, nunca o medique por conta!

Sher Steffenon – Médica Veterinária Oncologista – CRMV – RS 14050

Formada pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul- UFRGS (Porto Alegre, 2015), atua na área de clínica e cirurgia de cães e gatos desde a sua formação. Possui pós-graduação em Oncologia de cães e gatos pela Faculdade ANCLIVEPA (São Paulo, 2019) prestando atendimento oncológico especializado em toda região da serra gaúcha. Possui consultório fixo na Amici Pet Spa e Cuidado Veterinário em Bento Gonçalves.

Compartilhe nas suas redes

Facebook Twitter Whatsapp