Os cachorros e os ossos, cuidados

Leia mais Conheça Luchezi Assador, novo titular do Cozinha Viva Confira a programação do Corpus Christi com os tradicionais tapetes…

Colunista
Blog dedicado ao mundo dos pets com artigos produzidos pela classe veterinária e especialistas. Os textos têm como objetivo ajudar tutores com o dia a dia dos seus melhores amigos.
16:22 - 18/10/2021

Compartilhar:

Facebook Twitter Whatsapp

Já estamos cansados de saber que veterinários proíbem a oferta de ossos, principalmente os de galinha, para os cachorros. Vamos entender um pouquinho a respeito.

Na grande maioria dos casos, os cães podem sofrer perfurações e lacerações em estômago e/ou intestino ao engolirem ossos cozidos fragmentados, principalmente aqueles ossos do galeto que sobrou do almoço do seu tutor.

Ossos cozidos que são o grande alerta! O calor do cozimento, muda a composição do osso, deixando-o mais frágil e mais fácil de se fragmentar em pedaços pontiagudos.

Já os ossos crus são bastante seguros, visto seu consumo há décadas pelos cães e gatos na sua vida selvagem enquanto caçadores.

Lembrando que é sempre indispensável supervisionar seu pet enquanto ele consome esse osso cru, e é fundamental oferecer fresco, com qualidade e com procedência.

Jamais dê algo a seu pet sem antes perguntar ao médico veterinário!

Jéssica Mello de Mello
– Graduada em Medicina Veterinária pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul em 2014
– Especializada em Fisioterapia de pequenos animais pela Fisio Care Pet de São Paulo em 2017
– Trainee na área da fisioterapia animal nos anos de 2017 e 2018
– Atuação autônoma e exclusiva com fisioterapia de 2019 até hoje

Compartilhe nas suas redes

Facebook Twitter Whatsapp