O que ocorre nos templos

Independentemente da fé professada, os templos religiosos e filosóficos desencadeiam vibrações singulares. Práticas como invocação, harmonização, simbologia e ritualística convergem…

Colunista
https://maurofalcao.com.br/
10:53 - 26/02/2024

Compartilhar:

Facebook Twitter Whatsapp

Independentemente da fé professada, os templos religiosos e filosóficos desencadeiam vibrações singulares. Práticas como invocação, harmonização, simbologia e ritualística convergem para gerar fenômenos energéticos. Quando realizadas com frequência e de forma sistemática, essas práticas potencializam ainda mais seus resultados. Estatisticamente, esses princípios são o que mais contribuem para a recuperação de viciados e apenados.

A anatomia da comunicação entre os planos material e espiritual encontra na “Glândula Pineal”, muitas vezes referida como “Terceiro Olho”, seu ponto de conexão inicial. Essa glândula age como um filtro que regula a entrada das comunicações, adaptando-se ao desenvolvimento individual. Em outras palavras, quanto mais evoluída a pessoa, maior será a abertura dessa glândula, aumentando as comunicações entre os dois mundos. É naturalmente assim pois, na medida que amadurecemos, o próprio intelecto poderá refletir melhor sobre as informações recebidas.

Dentro dos recintos sagrados, mesmo que inconscientemente, as técnicas empregadas propiciam a abertura da Pineal, incrementando o fluxo comunicativo. O ” Sinal da Cruz”, por exemplo, é mais que um gesto de respeito; até porque não é uma cruz, mas um triângulo formado por três Entidades: o Pai, o Filho e o Espírito Santo. Aparentemente é um gesto de devoção, mas em termos de energia é uma forma de captação quântica, encerrando-se com as mãos unidas, também em forma de triângulo. Bênçãos, passes e contatos físicos estabelecem correntes vibracionais que promovem um estado de bem-estar. As melodias e preces, por sua vez, concorrem para harmonizar o ambiente, instaurando uma atmosfera de serenidade. Por meio das orações, invocam-se figuras veneradas ao longo da história, enquanto as imagens sacras carregam consigo um simbolismo reflexivo.

Contudo, à medida que a interação com o plano espiritual se intensifica, também pode ampliar a ação de forças contrárias às benignas buscadas pela religião, exercendo influência sobre os seguidores. Nesse sentido, urge buscar uma blindagem espiritual que permita apenas o recebimento de interações positivas, aderindo aos preceitos de respeito e empatia em relação ao outro.

Enfim, em um mundo repleto de desafios e incertezas, a busca por proteção e orientação assume um papel fundamental em nossas vidas. Em meio a essa jornada, os ensinamentos de Jesus Cristo emergem como uma fonte de luz e esperança, oferecendo não apenas consolo espiritual, mas também direcionamento prático para enfrentar as adversidades do dia a dia.

Compartilhe nas suas redes

Facebook Twitter Whatsapp