Para onde vai a nossa alma quando dormimos?

A sensatez nos evidencia que a reflexão é o caminho sagrado. Os passos do equilíbrio são vários. Um deles, talvez…

Publicado por
09:09 - 03/12/2018

Compartilhar:

Facebook Twitter Whatsapp

A sensatez nos evidencia que a reflexão é o caminho sagrado. Os passos do equilíbrio são vários. Um deles, talvez o principal, não está ao alcance dos sentidos, mas justamente quando estes estão adormecidos.

Nas faculdades do sono, são ministradas aulas inumeráveis em localidades siderais envoltas à terra. Aprendizados, doutrinações, assistências limpezas psíquicas e muito mais. Por tais razões todo amanhecer acordamos mais predispostos para as tarefas e atividades, preenchidos de novas disposições, prazeres e alegrias, apanhados por uma esperança que parece-nos enviada na hora exata de sua necessidade. Enquanto descansamos, os espíritos que possuímos afinidades nos contatam com o conhecimento, fazendo-nos respirar uma atmosfera mais pura.

É neste momento que servimo-nos do pão espiritual de Nosso Senhor Jesus Cristo, por auxílio dos benfeitores da iluminação. É o magnetismo nascido da reciprocidade que coloca-nos na mesma freqüência. Se nossas atitudes aqui na terra estão voltadas para o bem, através do sono, entramos no reino do aprendizado superior. Todavia, o contrário, caminhamos na sombra e colhemos desagradáveis frutos, até entendermos que somente o amor e o bem levam ao caminho da elevação.

Irmãos! Quando se beneficiarem do sol de Jesus em vossos corações, não temais em iluminar os outros, imaginando desperdício de luz. Simplesmente confiem, pondo a verdade em vossa mente que: “Nada se perde”.

“Saindo, porém, o sol a queimou; e porque não tinha raiz, secou-se”. Marcos 4:6

Escrito para Tábuas da Verdade, por Mauro Falcão – 24/11/2017.:.

Compartilhe nas suas redes

Facebook Twitter Whatsapp