Como vencer a procrastinação e praticar exercícios físicos de rotina

Realizar exercícios físicos de forma regular é muito importante para a sua saúde, mas também é crucial para permitir que…

Colunista
Educadora Física. Licenciatura em Educação Física / Bacharel em Educação Física / Pós graduada em Fisiologia e Prescrição do Exercício Clínico e em Saúde da Mulher / CREF 027828-G/RS.
11:38 - 11/03/2024

Compartilhar:

Facebook Twitter Whatsapp

Realizar exercícios físicos de forma regular é muito importante para a sua saúde, mas também é crucial para permitir que você obtenha os resultados que gostaria com a sua estética. Afinal de contas, quem é que não deseja ter um corpo mais bonito e definido? Mas a maior inimiga dos exercícios físicos é a preguiça, e também, a ideia de sempre deixar para depois. Mesmo assim, existem truques que vão te ajudar a não procrastinar nos treinos.

São ações muito simples, que podem te ajudar a manter o foco e a ter uma vida mais leve e feliz.

A procrastinação pode acontecer por causas psicológicas e até mesmo fisiológicas. No primeiro caso, o indivíduo pode deixar as tarefas para depois devido a questões mentais, como depressão, ansiedade ou insegurança.

Agora, quando a causa é fisiológica, a falta de foco e atitude pode ser o principal motivo para que as tarefas necessárias sejam deixadas para outro momento. Independente disto, é primordial encontrar formas de como vencer a procrastinação.

Com ideia de te ajudar um pouco a resolver esse problema, separamos algumas dicas e passo a passo para você colocar em prática e encerrar essa briga entre você e a prática de exercícios físicos:

Encontre o que te motiva!

Entender quais são as suas motivações é um passo relevante para conquistar aquela força de vontade de alcançar os objetivos. Dessa forma, é importante realizar uma autoavaliação e compreender quais são os fatores mais importantes para você e como é possível usar isso para atingir os seus objetivos, na prática de atividades físicas, quanto mais as pessoas veem resultados, mais motivadas ficam a continuar, então, você pode apegar-se aos seus resultados.

Organize o horário em que você vai treinar.

Seja o seu dia cheio de tarefas ou mais tranquilo, você precisa determinar um horário para treinar. Escolha um momento em que você possa fazer isso sem outras preocupações, em que possa focar os minutos que você separou para realizar os seus exercícios físicos. É importante saber que fazer tudo correndo e sem foco é a mesma coisa que não fazer e, além disso, é também um dos motivos para você procrastinar cada vez mais. Contudo, se em um dia ou outro você não conseguir treinar no horário em que determinou então, siga para a segunda dica:

Tenha em mente que treinar é o que mais importa.

Passou do horário, ou sobrou um tempinho para ir treinar antes? Então, vá! Não perca a oportunidade de fazer o seu treino, mesmo que pareça muito cedo ou muito tarde, ele deve ser uma prioridade!

… bem, mas isso não pode impedir que você não faça o que precisa ser feito.

Defina metas!

As metas são a forma através da qual você será capaz de chegar aos seus objetivos. É importante ressaltar que as metas facilitam o caminho, então, nada melhor do que utilizá-las como aliadas.

Suponhamos que você deseja emagrecer 10 quilos. Mesmo sendo um objetivo grande, se você mantiver disciplina, foco e estabelecer essa meta, isso ficará muito mais fácil. Então, emagrecer 5 kg no mês, seria a primeira meta, e assim por diante.

O segundo passo, seria estabelecer meios para que isso aconteça, como por exemplo, contar com a ajuda de um personal trainer, comprar roupas e calçados compatíveis com os treinos. Assim, você vai tomando pequenos passos para chegar ao seu objetivo final.

Quando nos deparamos com uma tarefa desafiadora, o cérebro, em sua essência, vê isso como um certo desconforto. E ele responde da mesma forma que responderia a um perigo: evita! Surge então a preguiça, não como uma falha de caráter, mas como uma resposta cerebral a um estímulo de desconforto. O cansaço, é frequentemente uma desculpa que o cérebro utiliza. “Estou muito cansado para fazer isso hoje”, dizemos. Mas o que frequentemente ocorre não é um cansaço físico real, mas um cansaço mental, uma resistência cerebral à tarefa em questão.

É o cérebro dizendo: “Isso é difícil, e eu prefiro fazer algo mais fácil e prazeroso agora”. E é assim que preguiça, cansaço e procrastinação se relacionam, regida pela programação cerebral que busca o caminho de menor resistência.

Enquanto não enfrentarmos e compreendermos essa resistência, continuaremos a ser prisioneiros de nossa própria zona de conforto.

A primeira barreira é aquela desculpa que surge na sua mente assim que você decide treinar, pode ter muitas formas. As mais comuns são:

  • Está muito frio
  • Muito calor
  • Chove
  • Está seco
  • Fui ontem
  • Vou amanhã

Percebeu? A lista pode ser infinita. Então, supere essa primeira barreira, saiba que esses pensamentos irão aparecer, assim que essa desculpa aparecer na sua mente você vai respirar fundo, olhar para a desculpa, rir dela e descartá-la!

Aqui vai um segredo conselho, com muita experiência própria: essa primeira barreira aparece na mente de todos que treinam, mesmo os mais disciplinados. Então, não sinta culpa ao passar por isso.

Nós somos seres apegados aos hábitos. Observe o seu comportamento diário e perceba como você faz diversas coisas no modo automático. Sendo assim, um pequeno ritual pré-treino pode ajudar a criar um contexto e preparar a mente. Pode ser qualquer coisa, desde que você faça essa ação todas as vezes antes de treinar. Alguns bons rituais são:

  • Colocar os fones de ouvido e escutar uma música animada;
  • Preparar e beber o seu pré treino ou Whey Protein;
  • Curtir 5 minutos de meditação;
  • Fazer um alongamento;

Uma rotina, ou um ritual, é uma tarefa que pode ser feita rapidamente, em no máximo 5 minutos. Até mesmo o simples fato de calçar os tênis pode se tornar um ritual eficiente na sua vida.

Compartilhe nas suas redes

Facebook Twitter Whatsapp