Afinal, quanto devo descansar entre os treinos para melhorar os resultados?

Estamos sempre ouvindo falar que é necessário um tempo de descanso para obtermos resultados no treino, o que parece meio…

Colunista
Educadora Física. Licenciatura em Educação Física / Bacharel em Educação Física / Pós graduada em Fisiologia e Prescrição do Exercício Clínico e em Saúde da Mulher / CREF 027828-G/RS.
14:44 - 06/03/2023

Compartilhar:

Facebook Twitter Whatsapp

Estamos sempre ouvindo falar que é necessário um tempo de descanso para obtermos resultados no treino, o que parece meio contraditório, pois, também vemos pessoas que não faltam um dia de treino na semana, algumas, até que treinam 2x durante o dia! Mas sim, o tempo de descanso entre os treinos é um dos fatores principais para o desenvolvimento muscular, e eu vou explicar porque:

O exercício é responsável por micro lesões musculares, o que é responsável pelo processo de hipertrofia. Durante o descanso, os músculos têm o tempo devido para se recuperar, aumentando o número de células e consequentemente, seu tamanho. E aí está o segredo. O seu processo de fortalecimento e força acontece durante o descanso. Depois da academia, você vai para casa descansar e sua musculatura e metabolismo estão lá fazendo todo o trabalho.

Assim, podemos considerar que treinar sem descansar é igual a treinar sem ter uma alimentação adequada. Se o praticante de musculação continuar a massacrar o músculo enquanto ele estiver em recuperação, irá ocasionar um desgaste e não o desenvolvimento.

Além do descanso, algo muito importante. É que a alimentação feita juntamente com esse descanso, irá interferir também no processo de recuperação da energia e fibras rompidas durante o treino. Fisiologicamente falando, primeiro o corpo recupera a energia e fibras e em seguida ganha mais fibras. As células se recuperam e aumentam.

Ok, agora, quanto tempo deve ser esse descanso?

Estudos mostram que pelo menos 48h são necessárias para essa recuperação muscular. Isso não significa que você deve ficar dois dias sem se exercitar, pelo contrário, deve ter uma periodização correta, dividindo seus grupos musculares e estímulos. Seus músculos não precisam de uma pausa total do movimento para se recuperar completamente.

Um estudo demonstrou que exercícios pós-treino de baixa intensidade, como uma caminhada, podem auxiliar no relaxamento muscular, o que beneficia a recuperação. Recuperação não significa necessariamente sentar-se no sofá o dia todo! Alongamentos, pilates, corrida leve, caminhada e natação podem ser consideradas atividades de “dia de descanso”, dependendo do seu nível de condicionamento físico.

Para determinar o tempo de descanso entre os treinos é preciso também considerar alguns fatores: recuperação, intensidade, frequência, duração do exercício, hábitos diários e estresse.

Se a intensidade for alta, a frequência assídua, sono regular, alimentação correta e a mente descansada, sem estresse, já é o essencial de descanso para os músculos.

Porém, se a rotina for totalmente ao contrário, o tempo de descanso será maior para poder aguentar a próxima sessão de treinamento, como por exemplo, de 48 a 72 horas.

Compartilhe nas suas redes

Facebook Twitter Whatsapp