GAECO/MP deflagra operação contra o crime organizado em Bento Gonçalves e mais quatro cidades do RS

Operação Contas Abertas prendeu 26 pessoas, apreendeu bens e bloqueou 274 contas bancárias de uma facção criminosa que atuava em quatro estados

Publicado por
07:37 - 14/06/2024

Compartilhar:

Facebook Twitter Whatsapp

Foto: Divulgação/MP

Atualizada às 12h05

O Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado do Ministério Público do Rio Grande do Sul (GAECO/MPRS) realizou nesta sexta-feira (14), uma operação em quatro estados. O objetivo foi desarticular um grupo criminoso gaúcho envolvido com lavagem de dinheiro, tráfico de armas e drogas.

Os agentes cumpriram 24 mandados de prisão, cerca de 50 de busca e apreensão em Carlos Barbosa, São Valentim do Sul, Guaporé e Barros Cassal, além de outros em Santa Catarina, Paraná e Mato Grosso do Sul. Também ocorreu uma revista geral na Penitenciária Estadual de Bento Gonçalves.

O resultado da operação contabiliza 26 prisões, 25 veículos e cinco imóveis apreendidos judicialmente, além do bloqueio de 274 contas bancárias. Cerca de 400 agentes cumpriram as ordens judiciais.

Durante o cumprimento de ordens judiciais e a revista na penitenciária, foram apreendidos celulares, drogas, estoques, armas, munição, além de dinheiro e carregadores de celular, bem como anotações relativas ao tráfico de drogas e demais documentos. Os materiais, que serão usados como provas, estão sendo contabilizados.

A Operação Contas Abertas contou com o apoio da Polícia Civil, Brigada Militar e dos Grupos de Atuação Especial da Polícia Penal e de Intervenção Rápida da Superintendência dos Serviços Penitenciários (Susepe).

Todo material apreendido será analisado e usado como provas de uma investigação que tem como objetivo coibir as ações criminosas de uma facção que atua no Rio Grande do Sul, com ramificações em outros Estados. Outra meta é atacar as finanças da organização criminosa.

 

 

Fotos: Divulgação/MP

Compartilhe nas suas redes

Facebook Twitter Whatsapp