Políticos da Serra Gaúcha figuram em lista de premiações investigada pelo MP

1
1038

O Ministério Público do Rio Grande do Sul (MP-RS) investiga prefeitos, secretários e vereadores de diversos municípios do Estado que, supostamente teriam utilizado dinheiro público pagar pelo recebimento de premiações como melhores gestores do país em 2017. As condecorações são concedidas pelo Instituto Tiradentes, de Minas Gerais, e União Brasileira de Divulgação (UBD), de Pernambuco. O MP gaúcho apontou que a suposta honraria seria concedida após uma pesquisa realizada por meio de ligações telefônicas.

Figuram na lista dos 100 melhores prefeitos do Brasil o chefe do Executivo de Caxias do Sul, Daniel Guerra, e o prefeito de Farroupilha, Claiton Gonçalves. O gestor caxiense ocupa a 18° posição do ranking, mesmo com apenas sete meses de governo na data da premiação. Além dele, a ex-secretária de Saúde, Deisy Piovesan, e a titular da pasta da Educação, Marina Matiello, figuram entre os melhores secretários municipais.

Segundo a assessoria de imprensa da prefeitura de Caxias, o município não fez qualquer tipo de pagamento. O Executivo emitiu uma nota oficial (leia a nota na íntegra abaixo).

Dois vereadores de Caxias do Sul também aparecem na lista de premiados como os mais atuantes nos sete primeiros meses de 2017, conforme a apuração do Instituto Tiradentes. Denise Pessôa (PT) e Chico Guerra (PRB) afirmam que não fizeram nenhum tipo de pagamento pela indicação e divulgação.

A reportagem do Portal Leouve entrou em contato com os vereadores por meio dos celulares funcionais, mas os dois não foram localizados. Suas assessorias informaram que os legisladores estariam em agenda externa na tarde desta terça-feira, dia 7.

Prefeito de Farroupilha diz ter sido enganado ao pagar para receber prêmio

O prefeito de Farroupilha, Claiton Gonçalves, afirmou ser vítima de um estelionato ao pagar R$ 1,5 mil para receber o diploma de melhor gestor de 2017 do Instituto Tiradentes. Claiton recebeu o prêmio neste ano.

O prefeito ressaltou que não utilizou recursos do município para pagar o certificado.
“Recebi essa distinção e acabei sendo enganado pelo ato de um estelionatário. Estou tranquilo em relação ao pagamento pois ele foi realizado com minha verba particular, não utilizei recursos públicos”, frisou o chefe do Executivo.

Nota Oficial da prefeitura de Caxias do Sul

“A Prefeitura de Caxias do Sul informa que o prefeito Daniel Guerra; a secretária municipal da Educação, Marina Matiello; e a ex-secretária municipal da Saúde, Deysi Piovesan, não pagaram por nenhum tipo de inscrição em seminários, nem diplomas em prêmios de gestão das empresas apresentadas em reportagem do programa Fantástico, da Rede Globo, no último domingo (05/08).

A administração entende que, por serem figuras públicas, os nomes dos gestores aparecerem em listas de indicados a títulos e premiações não configura crime. E ressalta que não houve interesse, em momento algum, de participar da premiação. Tanto para o prefeito, quanto para os secretários municipais, a melhor avaliação para o trabalho de um gestor público deve vir da população.”

 

1 COMENTÁRIO

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.