Pelotas sofre punição por incidentes contra Esportivo e Inter-SM

0
383
Até então, com as condenações, o Pelotas não terá direito de jogar dentro de seus domínios no Campeonato Gaúcho do ano que vem (Foto: arquivo)

O Tribunal de Justiça Desportiva (TJD), determinou uma punição de R$ 14 mil de multa e perda de dois mandos de campo por conta dos incidentes registrados pela arbitragem do jogo de volta das quartas de final entre Esportivo e Pelotas, na Boca do Lobo. Com a punição, o campeão da Divisão de Acesso já soma a perda de sete mandos de campo, os quais deverão ser cumpridos no Gauchão de 2019.

No primeiro julgamento, a Comissão Disciplinar do TJD condenou o Pelotas a pagar multa no valor de R$ 5 mil além da perda de um mando de campo por conta de pedras que foram arremessadas em direção ao trio de arbitragem no intervalo da partida. O atacante Giancarlo, expulso nos minutos finais do jogo, e o vice-presidente da equipe, Neca Nunes, que entrou em campo partindo para cima da arbitragem no intervalo, também foram punidos.

O Pelotas recorreu da decisão e conseguiu retirar a punição da perda de mando de campo e diminuir a multa para R$ 3 mil. Por outro lado, a Procuradoria recorreu da determinação, colocando em pauta também a agressão sofrida pela arbitragem na chegada ao estádio. Desta forma, o Pelotas foi punido pela Comissão Disciplinar com a perda de dois mandos de campo e mais uma multa de R$10 mil.

Como o Pelotas já havia sofrido punição devido aos acontecimentos na partida contra o Inter-SM pela semifinal da Divisão de Acesso, perda de 5 mandos de campo mais uma multa de R$ 55 mil, a equipe soma sete perdas de campo no total.

As punições poderão ser revertidas ainda no Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD). Até então, com as condenações, o Pelotas não terá direito de jogar dentro de seus domínios no Campeonato Gaúcho do ano que vem.

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.