O Brasil de tintos!!!

0
1316

Hoje vou mencionar alguns rótulos brasileiros, incríveis, que não podem faltar na sua casa para este inverno. São vinhos que todo apreciador deve conhecer. Muitas vezes por preconceito ou falta de conhecimento deixamos passar a chance de conhecer o melhor do Brasil.

Voltando no tempo, o Brasil sempre foi reconhecido por vinho de mesa onde a produção era alta e a qualidade não era tudo aquilo. Mas os tempos mudaram e a tecnologia e o conhecimento chegaram. E ainda hoje milhares de pessoas julgam de forma geral a qualidade do nosso vinho, o vinho daqui. Então pensei que trazendo alguns excelentes rótulos, ajudaria lembrar ou informar que sim, temos coisa boa por aqui e é só procurar. Mas chega de papo, vamos salivar e babar enquanto mostramos alguns rótulos.

Valmarino Petit Verdot 2017: Que VINHO!!! A uva Petit Verdot não é popular no Brasil, aliás no mundo. Mas encontramos ela em alguns lugares por aí (sua origem é francesa). Este vinho da Valmarino (da região de Pinto Bandeira) passou 12 meses por barricas de segundo uso, mas não quer dizer que a madeira matou o incrível frutado da uva, muito pelo contrário a madeira está tão bem integrada que realça a fruta e assim temos um delicioso vinho, com boa concentração e persistência. Ele tem características marcantes (amoras e cassis), tanino macio e final de boca agradável. Atenção amantes de vinho bom!!!

Guaspari Syrah Vista da Serra 2016: Guaspari é uma vinícola de São Paulo, que aposta em vinhos tintos e brancos, com alto potencial de estrutura, este rótulo em especial apresenta um Syrah robusto cheio de camadas aromáticas, e claro a presença da madeira chega com a intenção de marcar a vida do apreciador. No nariz tem aromas intensos de frutas e especiarias, na boca é super persistente e marca o paladar com notas que lembram a barrica de carvalho francês (passagem de 18 meses). Para os fãs de madeira, cá está. Degustação obrigatória!!!

Maximo Boschi Merlot 2005: aqui temos uma vinícola gaúcha, do Vale dos Vinhedos, produtor pequeno e vinhos marcantes, pelo fato de serem vinhos para a guarda. Neste Merlot foram 15 meses de barrica de carvalho francês. E mais uma vez, podemos apreciar a integração de toda a estrutura. Pensando na safra, não podia ser diferente (na Serra Gaúcha também foi uma safra marcante), encontramos todos os elementos de fruta, especiarias e notas de bouquet (notas da idade), com uma complexidade incrível no olfato, e no paladar trazendo notas maduras, lembrando frutas chegando no estágio de compota e um pulverizado de chocolate amargo. Você precisa conhecer!!!

Casa Marques Pereira Segredos da Adega Cabernet Sauvignon 2005: seguindo o nosso baile brasileiro. A vinícola Casa Marques Pereira, fica em Monte Belo do Sul, elaboram quantidades pequenas, e preferem guardar seus vinhos e lançar apenas após um tempo de guarda nas caves, neste rótulo foram 24 meses de barrica de carvalho francês e 1 ano de garrafa. Este Cabernet Sauvignon, é fantástico, tão agradável, devido suas notas também da idade, por um minuto você pode sentir medo de abrir a garrafa 2005, mas se deixar o vinho na taça por uns 25 minutos, vai encontrar grandes surpresas. Notas herbáceas, que somem aos poucos na taça, dando espaço a frutas que se transformam em geleia em seguida. No paladar tem taninos finos e a elegância da acidez, álcool e concentração da fruta madura. Inusitado!!!

Suzin Pinot Noir 2012: uma vinícola de Santa Catarina – São Joaquim. Vamos para o frio do Planalto Catarinense e suas condições especiais para cultivo de uvas finas. Este Pinot Noir nos traz a elegância e cuidado de um Pinot Brasileiro, sem o peso da madeira matando a delicadeza da fruta. No olfato tem boa intensidade aromática (framboesa e até um mirtilo), no paladar é super elegante e equilibrado, entre acidez, taninos e álcool. No final de boca é persistente, exibindo frescor e a mesmo tempo a curta passagem por barrica de carvalho francês. Para conhecer um Pinot Noir nosso, vale muito!!!

Estes foram alguns dos maravilhosos rótulos que temos por aqui, vale a pena garimpar e se deparar com grandes surpresas. O Brasil vem ganhando um espaço interessante na área de vinhos inusitados (que são os vinhos surpresas de regiões diferentes ou de castas diferentes), fique atento que em seguido vem a lista de mais alguns rótulos.

Tim tim!!!

LEAVE A REPLY