MANIFESTAÇÃO

Manifestação reúne motoristas da Uber e caminhoneiros na BR-470

BRUNO MEZZOMO -     
0
590

 

Manifestação reuniu motoristas (Foto: Bruno Mezzomo)

Os motoristas do aplicativo Uber em Bento Gonçalves resolveram se unir aos caminhoneiros na tarde desta terça-feira, dia 22 em protesto contra o aumento abusivo do valor do combustível.

Em carreata pelo município, que iniciou na Alameda Fenavinho, os motoristas Uber passaram por diversas ruas, com uma parada estratégica na Câmara de Vereadores, onde cobraram apoio de parlamentares, e dali seguiram em direção a BR-470, ao Posto do Avião, em Garibaldi, onde há concentração de caminhoneiros.

Motoristas se reuniram para protestar (Foto: Bruno Mezzomo)

O preço médio da gasolina comum em Bento Gonçalves é de R$ 4,69. Com a política adotada pela Petrobras, que entrou em vigor em julho de 2017 permite à empresa realizar ajustes diários nos preços de venda dos combustíveis das refinarias às distribuidoras. Com isso, os motoristas apontam que causa impactos ao setor transportador.

A Petrobras anunciou nesta terça-feira, após os protestos pelo Brasil, uma redução nos preços do diesel e gasolina. A diminuição no valor foi publicada no site da empresa após o segundo dia de protestos nas rodovias em diferentes estados do país. Os novos custo começam a valer já a partir de quarta-feira, dia 23.

Paralisação recebeu apoio da população (Foto: Dariano Moraes)

Com isto, o preço médio do litro da gasolina sem tributo nas refinarias será de R$ 2,0433, com queda de 2,08% em relação à média atual de R$ 2,0867. No mês de maio, o combustível acumula alta de 13,6%. O diesel caiu para de R$ 2,3716 para R$ 2,3351.

O protesto não hora para acabar e sintoniza com que está acontecendo em todos o país. O governo em reunião já admite mudar a política de aumento dos combustíveis.

Bloqueios no RS

– BR-101: manifestantes realizam bloqueios parciais no km 22, em Três Cachoeiras.
– BR- 116: há protestos no km 397 (Camaquã), onde pneus foram queimados no local, nos kms 34, 40 e 43 (Vacaria), no km 654 (Jaguarão) e no km 482 (Turuçu).
– BR – 153: há manifestação no km 53, em Erechim.
– BR-285: há bloqueios parciais em seis pontos: km 199 (Lagoa Vermelha), km 217 (Caseiros), km 273 (Mato Castelhano), km 301 (Passo Fundo), km 337 (Carazinho) e km 461 (Ijuí).
 BR-290: há registro de manifestações em Uruguaiana, no km 719; em São Gabriel, no km 422; e em Pantano Grande, no km 217.
– BR-386: há concentração de caminhoneiros no km 341 (Lajeado), km 246 (Soledade),   kms 412 e 420 (Montenegro) e km 37 (Frederico Westphalen).
– BR-392: km 66, em Pelotas, e km 113, em Canguçu.
– BR-468: protestos se concentram no km 1, em Palmeira das Missões.
– BR-470: km 228, em Garibaldi.
– BR-471: km 672, em Santa Vitória do Palmar.
– BR-472: há manifestação no km 573, em Uruguaiana, e no km 481, em Itaqui.

– RS-020: há concentração de caminhoneiros no km 28, em Taquara, mas a rodovia está liberada.
– RS-040: perto do pedágio em Viamão.
– RS-118: km 9, entre Sapucaia do Sul e Gravataí.
– RS-122: há concentração de caminhoneiros, porém sem bloqueios para veículos leves, no km 96, em Flores da Cunha. O mesmo acontece no km 16, em São Sebastião do Caí, e no km 70, entre Caxias do Sul e Farroupilha.
– RS-235: km 4, em Nova Petrópolis.
– RS- 287:  há concentração de caminhoneiros no km 78, em Santa Cruz do Sul, mas a rodovia está liberada. Também no km 2, em Montenegro.
– RS-464: km 1, em Santo Antônio da Patrulha.

 

 

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.