DÍVIDA DO CONSUMIDOR

Inadimplência cresceu 5,85% no primeiro semestre de 2018 em Bento

DARIANO MORAES -     
0
105

66,89% dos casos as dívidas são de até R$ 250. (Fotos: Dariano Moraes)

Os dados da inadimplência no comércio de Bento Gonçalves foram apresentados pela Câmara de Dirigentes Lojistas de Bento Gonçalves(CDL-BG) nesta quarta-feira, 11, e são comparativos com o primeiro semestre de 2017.

A estatística leva em conta as empresas conveniadas com o Serviço de Proteção ao Crédito (SPC) e incluem pessoas físicas e jurídicas. A cifra no primeiro semestre deste ano é de R$12.165.433,60, enquanto em 2017 ficou em R$ 11.493.088,00.

Conforme o presidente da CDL Marcos Rogério Carbone, os números são ainda mais impactantes quando é acrescentada o cadastro de devedores da prefeitura aumentando em mais de R$ 3 milhões, chegando a R$ 15.059.312,00, declarou o Secretário Adjunto de Finanças de Bento Gonçalves, Heitor Tártaro. “O Município está incluindo desde dezembro de 2017 no cadastro do SPC, antes nós protestávamos. Estamos priorizando as dívidas mais antigas de pessoas físicas e jurídicas. A dívida ativa do município chega a R$ 140 milhões, afirma.”

Prefeitura cadastrou mais de R$ 3 milhões em inadimplência.

As faixas de débitos são variáveis. Em 66,89% dos casos as dívidas são de até R$ 250, mas em 22,37% deles, os débitos com o comércio superam os R$ 500, estando colocada como a segunda maior parcela.

Marcos Carbone considera que fatores como a greve dos caminhoneiros e o evento copa contribuíram para inadimplência, mas a inadimplência no comércio local, acompanha a alta observada no país.

No último levantamento divulgado pela Confederação Nacional dos Dirigentes Lojistas (CNDL) e do SPC Brasil, divulgado em maio, foi registrado um crescimento de 3,54% na quantidade de inadimplentes. O levantamento não inclui dívidas bancárias, de telefonia e outros segmentos.

Para minimizar o problema a CDL reitera que as empresas façam a consulta ao SPC antes de vender a crédito. Além disso está oferecendo auxilio para quem precisa cobrar dívida através de curso de capacitação de crédito e cobrança de 15 a 16 de agosto.

“O comércio reflete o ambiente macroeconômico do país. Estamos caminhando de um cenário de recessão, que reduziu o poder de compra de boa parte da população e impactou os hábitos de consumo da população, enfatiza o dirigente. O SPC Brasil garante ao associado serviços completos tanto para análise de crédito, prospecção ou recuperação de dívidas, afirma o presidente da CDL.”

 

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.