POSTURA ANTI-ISRAELITA

EUA e Israel anunciam intenção de se retirar da Unesco

ROGéRIO COSTA ARANTES -     
0
44

Os Estados Unidos anunciaram, nesta quinta-feira, dia 12, em Washington, a decisão oficial de se retirar da Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco) e o seu desejo de estabelecer uma missão permanente como país “observador” nesse organismo.

Conforme a porta-voz do Departamento de Estado dos EUA, Heather Nauert, a decisão de Washington “reflete as preocupações dos Estados Unidos com os crescentes atrasos nos pagamentos na Unesco, a necessidade de uma reforma fundamental da organização e a contínua tendência anti-Israel”.

Logo depois, primeiro-ministro de Israel, Benjamin Netanyahu, também anunciou a decisão do país de se retirar da Unesco. De acordo com comunicado distribuído pelo escritório do governo israelense, Netanyahu classificou a decisão do presidente dos EUA, Donald Trump, sobre este tema como “valente e moral, porque a Unesco se tornou o teatro do absurdo e porque, em vez de preservar a história, a distorce”.

O premiê deu instruções ao Ministério de Relações Exteriores de Israel para iniciar os trâmites necessários para retirada do país da Unesco. A retirada dos EUA se tornará efetiva em 31 de dezembro de 2018.

A diretora-geral da Unesco, Irina Bokova, disse lamentar profundamente a saída dos Estados Unidos do organismo. Segundo ela, a retirada é uma perda para a “família das Nações Unidas” e para o multilateralismo.

No momento em que a luta contra o extremismo violento exige um renovado investimento na educação, no diálogo entre as culturas para evitar o ódio, é profundamente lamentável que os Estados Unidos se retirem da agência das Nações Unidas que lidera essas questões”, disse Irina em comunicado oficial.

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.