Caxias perde de virada para o Treze da Paraíba e adia retorno a Série C

1
778
Vaga para a Série C ficou para 2019. Foto: Luiz Erbes

Não foi dessa vez que a equipe grená conseguiu abandonar o inferno da quarta divisão do futebol nacional. Jogando no estádio Centenário, na tarde deste domingo, dia 8, o time do Caxias perdeu para o Treze da Paraíba pelo placar de 3 a 1.

A equipe comandada pelo técnico Luiz Carlos Winck até demonstrou uma reação logo no início do jogo, marcando o primeiro gol aos 15 minutos, Junior Alves cabeceou livre após cobrança de escanteio de Gava.

Além do gol, no primeiro tempo o Caxias teve ao menos oito chances claras para ampliar o placas, mas acabou pecando na finalização.

Já o time paraibano chegou a meta grená após os 30 minutos de jogo e foi numa jogada de Marcelinho Paraíba do lado esquerdo, o goleiro Gledson deixou passar e Julinho colocou para escanteio. Marcelinho cobrou aos 33 minutos e a bola desviou em Brumati que colocou a bola no fundo das redes, empatando em 1 a 1.

O segundo tempo foi praticamente todo do time nordestino, tanto é que logo aos dois minutos Coppetti, recebeu livre em uma bola que veio do lado esquerdo do jogador Ceará, e marcou o gol da virada paraibana: 2 a 1.

Após esse gol o time grená sucumbiu em campo e o que se viu foi um time apático que não conseguia finalizar. Aos 36 uma arrancada do jogador Dedé, no contra ataque, passou por quase todos os jogadores do Caxias e desviou a bola do goleiro Glédson, marcando o terceiro gol: 3 a 1, decretando o fim do sonho dos torcedores do Caxias de subir para a Série C em 2018.

Após o gol do Treze, alguns jogadores começaram a provocar os atletas e torcedores do Caxias e essa atitude foi revidada por atletas e alguns torcedores do clube grená, que invadiram o gramado e iniciaram uma briga generalizada. O jogo ficou parado por cerca de 10 minutos antes de ser encerrado pelo árbitro da partida.

Ficha técnica:

Caxias: Gledson; Cleiton, Júnior Alves, Jean e Julinho; Régis (Túlio Renan, 9/2º), Gilson e Rafael Gava; Eder (Caio Cézar), Wesley e Nathan (Alex Willian).
Técnico: Luiz Carlos Winck.

Treze: Mauro Iguatú; Brumati, Nilson Júnior, Ítalo e Silva; Coppetti, Elielton (Dedé) e Marcelinho Paraíba (Rayllan); Leilson (Alex Travassos), Maxuell Samurai e Ceará.
Técnico: Flávio Araújo.

Gols: Júnior Alves (C), aos 15min, Brumati (T), aos 33min, no primeiro tempo. Coppetti (T), aos 2min, e Dedé (T), aos 39min, no segundo.
Árbitro: Ricardo Marques Ribeiro (MG; FIFA), auxiliado por Bruno Raphael Pires (GO; FIFA) e Felipe Alan Costa de Oliveira (MG) .
Amarelos: Júnior Alves, Caio Cézar, Gilson (C); Elielton (T). Local: Estádio Centenário.

Compartilhar

1 COMENTÁRIO

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.