Caminhoneiro atingido por helicóptero passa mal antes de depoimento

0
2101
João Adroaldo Tomackeves, de 52 anos, conduzia um caminhão com placas de Caxias do Sul. Foto: Alberto dos Santos / TV Globo

João Adroaldo Tomackeves, motorista do caminhão Scania com placas de Caxias do Sul envolvido no acidente que matou o jornalista Ricardo Boechat, na tarde desta segunda-feira (11), passou mal na Delegacia de Polícia Civil no momento que iria prestar depoimento sobre o fato. Ele foi levado a um hospital de São Paulo.

O acidente ocorreu na Rodovia Anhanguera. Tomackeves, de 52 anos, tinha acabado de passar por um pedágio quando foi atingido pela aeronave que caiu. O caminhão estava descarregado.

Além do jornalista Ricardo Boechat, de 66 anos, o piloto da aeronave, Ronaldo Quattrucci, também faleceu. O motorista do caminhão ficou com ferimentos leves.

COMPARTILHAR

LEAVE A REPLY