A cada 60 minutos, uma criança ou adolescente morre por arma de fogo no Brasil

3
337
(foto: Fernando Frazão/Agência Brasil)

A cada 60 minutos, uma criança ou um adolescente morre no Brasil em decorrência de ferimentos por arma de fogo. Entre 1997 e 2016, mais de 145 mil jovens com até 19 anos faleceram em consequência de disparos acidentais ou intencionais, como em casos de homicídio e suicídio. Os dados fazem parte de um levantamento divulgado nesta quarta-feira (20) pela Sociedade Brasileira de Pediatria.

De acordo com o estudo, que considerou dados do Sistema de Informações sobre Mortalidade do Ministério da Saúde, em 2016, ano mais recente disponível, foram registrados 9.517 óbitos entre crianças e adolescentes no país. O número é praticamente o dobro do identificado há 20 anos – 4.846 casos em 1997 – e representa, em valores absolutos, o pico da série histórica.

O levantamento mostra que, a cada duas horas, uma criança ou adolescente dá entrada em um hospital da rede pública de saúde com ferimento por disparo de arma de fogo. Entre 1999 e 2018, foram registradas quase 96 mil internações de jovens com até 19 anos no Sistema Único de Saúde (SUS).

Despesas

As principais causas externas de morte por arma de fogo nessa faixa etária estão relacionadas a homicídios (94%), seguidos de intenções indeterminadas (4%), suicídios (2%) e acidentes (1%). No caso das internações, embora as tentativas de homicídio continuem na liderança (67%), é bastante expressivo o volume de acidentes (26%) envolvendo arma de fogo.

A avaliação contabilizou ainda as despesas diretas do SUS com pacientes atendidos após contato com armas de fogo. Nos últimos 20 anos, as internações de crianças e adolescente provocadas por disparos custaram mais de R$ 210 milhões aos cofres públicos.

O estudo considerou causas de morbidade hospitalar e mortalidade identificadas nas bases oficiais do Ministério da Saúde como acidentais, suicídios ou tentativas de suicídio, homicídios ou tentativas de homicídio e intenções indeterminadas.

COMPARTILHAR

3 COMMENTS

  1. Isso que vivemos sob a lei do desarmamento. Prova de que não funciona e as pessoas mal intencionadas continuam armadas através do comércio ilegal.
    Desarmamento só funciona para quem respeita as leis. Bandidos sempre estarão armados.

  2. “Crianças”; “Adolescentes”.
    Dê a informação completa.
    A grande maioria são soldados a serviço do trafico, delinquentes que se escondem atrás dessa lei porca.
    Tratar criminosos como criminosos, não importa a idade, e esse numero cai.

  3. Mas aí eu pergunto, carro causa acidente sem ninguém ao volante, a armas disparam sozinhas sem que ninguém as manuseie….notícia vaga de pensamento, vai me dizer que um jovem de 19 anos não tem responsabilidade ou conhecimento fique uma arma e capaz….jarnalismo de vocês e muito fraco, já foi melhor…

LEAVE A REPLY