PIB gerado pela indústria de Caxias do Sul agrega R$ 7 bilhões

ROGéRIO COSTA ARANTES -     
0
172

Valor agregado na indústria de Caxias representa 9,8% do setor no estado (Foto: arquivo)

Dois municípios da Serra Gaúcha estão entre os principais do estado na produção de riquezas da indústria, de acordo com os dados do Produto Interno Bruto (PIB) de 2014 divulgados pela Fundação de Economia e Estatística (FEE) nesta quarta-feira, dia 13. Caxias do Sul é o primeiro município do estado em valor agregado bruto (VAB) da indústria, com R$ 7 bilhões, o que representa 9,8% de toda a riqueza produzida pelo setor no Rio Grande do Sul. O município também tem o segundo PIB do estado, com R$ 22,4 bilhões, ou 6,3% do PIB estadual.



A produção industrial também destaca o município de Bento Gonçalves, que ocupa a sexta posição entre as cidades gaúchas que mais geram riqueza na indústria. Em 2014, a cidade agregou R$ 1,8 bilhão ao PIB somente com a produção industrial, o que representou 2,5% de toda a produção industrial gaúcha. Outro destaque em Bento é o aumento na participação geral na produção do PIB gaúcho, com um crescimento de 0,58 pontos percentuais, o segundo maior registrado em todo o estado.

Números gerais

Em 2014, o valor nominal do Produto Interno Bruto do RS foi de R$ 357,8 bilhões. O município com maior PIB foi Porto Alegre (R$ 64, bilhões), seguido por Caxias, Gravataí, Canoas, Santa Cruz do Sul, Novo Hamburgo, Passo Fundo, Rio Grande, São Leopoldo e Pelotas.

Os 10 maiores municípios do Estado representaram 42,2% do PIB total do RS (ante 42,7% em 2013). Esses municípios possuem, em geral, maior participação da indústria e dos serviços no VAB e menor participação da agropecuária. O setor serviços destaca-se como atividade mais importante nesses municípios, sendo responsável pela maior parte do valor gerado. Destaca-se também o fato de que são municípios bastante populosos, com população superior a 100 mil habitantes.

No país

Quatro municípios gaúchos (Porto Alegre, Caxias do Sul, Gravataí e Canoas) estão entre os 100 maiores PIBs do Brasil.

Deixe uma resposta