SEM COLETA DE LIXO

Prefeitura estuda condições para nova empresa assumir coleta de lixo em Bento

ROGéRIO COSTA ARANTES
0
239

Sem coleta desde o final da tarde da quinta-feira, lixo começa a acumular nas ruas (Foto: Rogério Costa Arantes)

Depois do impasse entre a prefeitura e a empresa a RN Freitas, responsável pela coleta e transporte dos resíduos sólidos em Bento Gonçalves, com o fim do contrato para a prestação dos serviços na terça-feira, dia 16, que resultou na suspensão da coleta de lixo na quinta-feira, dia 18, a administração municipal anunciou que poderá contar com uma nova empresa para realização temporária da coleta de lixo.

De acordo com a prefeitura, a empresa Serrana, com sede em Nova Bassano, apresentou uma proposta R$ 150 mil menor do que a proposta apresentada pela atual concessionária, mas a documentação atestando sua capacidade técnica para realização da coleta, com apresentação dos caminhões e equipamentos solicitados pelo edital, foi apresentada nesta sexta-feira, dia 19, e ainda está sendo analisada.

Enquanto a situação não é resolvida, o lixo começa a acumular na cidade, apesar de uma ação emergencial da secretaria do Meio Ambiente.

De acordo com a secretaria-adjunta da pasta, Bárbara Zanatta, a solução deverá ser conhecida até o final da tarde, quando o formato do contrato com a empresa será revelado. Depois disso, será estabelecido um planejamento para a normalização dos serviços.

Caso a empresa não comprove que tem capacidade para realizar o serviço, a prefeitura não descarta renovar o contrato emergencial com a RN Freitas. De acordo com André Costa Beber, advogado da empresa, não há como reduzir custos ou realizar a coleta com a redução dos atuais 22 caminhões.

Já apresentamos nossa proposta e, pelo que entendi, a prefeitura quer acertar com outra empresa. Nós não temos como baixar preços. Conhecemos a realidade de Bento Gonçalves, pelo relevo é complicado o trabalho aqui, com poucos caminhões não se consegue trabalhar. Temos experiência de muito tempo aqui”, revelou.

A intenção da prefeitura é definir o contrato emergencial o mais rápido possível, para tentar normalizar a coleta do lixo até o sábado, dia 20. O contrato deve ter duração de 90 dias, até que a licitação possa definir a prestação do serviço de forma permanente.

Deixe uma resposta