DUPLO HOMICÍDIO

Perícia identifica homens executados no bairro Cristo Redentor, em Caxias

MAICON RECH -     
1
19537

William dos Santos Francischelli, 25 anos, e Paulo Ricardo Cieslik, 29, são as vítimas de duplo homicídio na manhã desta sexta-feira, dia 12, em Caxias do Sul. O crime aconteceu nas imediações da rua Padre Antônio Vieira, por volta das 7h15min. Os corpos foram encontrados caídos de bruços por populares em um matagal de uma estrada vicinal que liga os bairros Cristo Redentor e Vila Ipiranga. A dupla foi executada com disparos na cabeça.

Dupla foi executada em um matagal (Foto: Maicon Rech)

De acordo com informações de testemunhas, foram ouvidos diversos disparos de arma de fogo no início da manhã. Após isso, a Brigada Militar (BM) foi acionada e isolou a cena do crime até a chegada da Polícia Civil e Instituto geral de Perícias (IGP).

Ambas as vítimas possuíam antecedentes criminais. Francischelli deixou o presídio em agosto do ano passado, segundo o Comando Regional de Polícia Ostensiva (CRPO/Serra). Ele tinha passagens por furtos e roubos, entre outros.

Já Cieslik deixou o sistema prisional em 2015 e possuía antecedentes como tráfico de drogas e roubo a pedestre.

(Foto: Maicon Rech)

O titular da Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), Rodrigo Kegler Duarte, diz que há, ao menos, duas linhas de investigação para solucionar o crime. As vítimas foram localizadas nas proximidades de um ponto de tráfico de drogas.

“Acreditamos se tratar de uma execução. Agora, nos cabe identificar a motivação e histórico das vítimas. Um deles sabe-se que saiu há pouco do sistema penitenciário. Diversamente dos outros crimes que tivemos neste ano, este, aparentemente, parece estar ligado a vida criminosa. Não podemos traçar agora uma linha de investigação fixa, mas além do uso de drogas por ambas as vítimas, houve passagem pelo sistema prisional. A gente tem que verificar se, por ventura, um não foi alvo por conta de uma desavença dentro do presídio e o outro indivíduo que o acompanhava acabou sendo executado também. Temos dois caminhos a trilhar neste momento. Vamos ouvir os familiares pra ver a rotina dos dois, onde estavam, toda rotina normal de investigação a partir de agora”, salienta.

Caxias do Sul, com este duplo homicídio, chega a marca de seis mortes violentas no ano de 2018, o que representa um assassinato a cada dois dias no município.

1 COMENTÁRIO

Deixe uma resposta