TRAGÉDIA AMERICANA

Ex-aluno de 19 anos provoca tiroteio em escola na Florida e deixa 17 mortos

MAURO TEIXEIRA -     
0
1259

Um tiroteio na tarde desta quarta-feira, dia 14, início da noite no horário de Brasília, em uma escola em Parkland, na Flórida, Estados Unidos, deixou 17 mortos. Um ex-aluno de 19 anos foi detido como sendo o atirador. Nicolas Cruz é relatado por colegas como sendo um aluno problemático e que foi expulso da escola por motivos disciplinares. De acordo com a polícia, ele teria agido sozinho.

Motivação de atirador pode estar ligada à expulsão dele da escola (Foto: reprodução)

Segundo o xerife do condado, Scott Israe, 12 pessoas foram mortas dentro da escola; duas fora do prédio; uma em uma rua próxima e duas morreram no hospital. Ainda há feridos. A CBS News informa que de 20 a 50 pessoas foram feridas, e que várias foram retiradas do local em ambulâncias.

Imagens mostram diversos pessoas correndo e deixando o prédio, com a ajuda da polícia e de equipes de socorro.

O incidente aconteceu na escola Marjory Stoneman Douglas de Parkland, cidade no sul do estado, entre Boca Ratón e Fort Lauderdale. Ambulâncias, caminhões de bombeiros e vários carros de polícia foram ao local.

 

Um alarme de incêndio foi disparado por volta das 14h30, pouco antes do final das aulas, e os tiros começaram em seguida. Um aluno, que não foi identificado, disse à emissora local WSVN 7 que na aula ouviram “o alarme de incêndio e todos pensamos que era um exercício. Mas já tínhamos feito esse exercício, então não levamos o aviso a sério”.

A jovem Jeiella Dodoo disse, por sua vez, que também ouviu o alarme contra incêndios e que o grupo começou a sair da escola. “Escutei uns seis disparos, e todo mundo começou a correr”.

Deixe uma resposta