CRIME NO SÃO FRANCISCO

Suspeita da morte de Aparecida pode se apresentar à polícia nos próximos dias

ROGéRIO COSTA ARANTES -     
0
4016



A próxima semana deve ser decisiva para as investigações da Polícia Civil de Bento Gonçalves sobre a morte de Aparecida de Fátima Marin Bittencourt, de 44 anos, encontrada sem vida em seu apartamento no bairro São Francisco, em Bento Gonçalves, na terça-feira, dia 8, com diversos golpes de faca pelo corpo. De acordo com o delegado Álvaro Becker, que comanda as investigações, haverá novidades ao longo da semana.

O delegado não confirmou se uma das possibilidades é a apresentação da principal suspeita do homicídio, a irmã mais nova da vítima, Ana Paula Bittencourt, mas informações extraoficiais dão conta de que um advogado que representaria a acusada já teria entrado em contato com a polícia para negociar as condições para a apresentação.

Ana Paula é considerada a principal suspeita do crime, depois que as câmeras de vigilância do edifício mostraram que, nos últimos dias, apenas ela e a irmã teriam entrado no apartamento em que residiam, o que, juntamente com a constatação de que não houve arrombamento e que nada de valor havia sido levado do local, fez a polícia descartar a hipótese de latrocínio.

A polícia também confirmou que não havia movimentação no apartamento há pelo menos cinco dias.

Perícia trabalhou mais de três horas no local (Fotos: Bruno Mezzomo/arquivo)

O desaparecimento de Ana Paula e a falta de contato dela com familiares também reforçaram as suspeitas. Ela morava com Aparecida cerca de dois meses, depois de deixar a cidade de Santiago em busca de uma vaga de trabalho em Bento.

Além disso, testemunhas apontaram que, depois que Ana Paula passou a morar com Aparecida, as brigas se tornaram constantes. Em uma delas, ocorrida na semana passada, a Brigada Militar foi acionada por um vizinho durante a madrugada, depois que ele ouviu gritos, mas, chegando ao local, os policiais foram informados de que tudo não passou de um mal-entendido.

A partir da segunda-feira, dia 15, a polícia deve começar a tomar o depoimento de outras pessoas ligadas à família e que residiam no prédio. Caso a apresentação de Ana Paula não seja confirmada nos próximos dias, a polícia deve encaminhar um pedido de prisão preventiva contra ela.

Vítima estava ao lado da cama

Relembre o caso

O corpo da cuidadora de idosos Aparecida Bittencourt foi encontrado na tarde da terça-feira, dia 8, depois que a zeladora viu sangue na porta do imóvel e acionou uma irmã que tinha a chave do apartamento, localizado no quinto andar de um prédio no bairro São Francisco, em Bento Gonçalves. Aparecida foi encontrada morta com diversos golpes de faca no peito, pescoço e rosto, vestindo roupas íntimas. A perícia indicou sinais de que a vítima já estaria morta há alguns dias.

Deixe uma resposta