Janot e as chicanas

CLáUDIA SCHIEDECK -     
8
220



Apresentada como solução ideal para combater crimes de corrupção, o instrumento da ‘delação premiada’ virou um amontoado de vícios e ilegalidades.

Essa forma de obter informações privilegiadas sobre o que ocorre no submundo da política foi criada com a intenção de condenar políticos quando não se tem provas. Sim, a palavra de pessoas sem qualquer caráter ou moral vale por aquilo que não se obtém de forma concreta. Ou seja, vira um enorme diz-que-diz.

Somos acostumados a observar nos filmes americanos como funciona esse processo: oferecem benefícios e o bandido acaba oferecendo tudo o que as autoridades querem –  confissões, provas, etc.

Sempre me posicionei contra essa forma de se obter condenações no Brasil. Primeiro, por que sabemos muito bem que a corrupção em nosso país está tão entranhada que atinge todos os segmentos: político, executivo, judiciário e empresarial. Segundo, por que uma delação sem provas não pode ser usada para destruir carreiras e nomes de forma tão irresponsável, ainda mais quando é obtida quando as pessoas estão presas e falam qualquer coisa para se livrar das suas próprias condenações. É apenas um instrumento de tortura, a fim de obter informações que não se sabem serem reais.

Janot agora, milagrosamente, descobriu irregularidades na delação de Joesley Batista. É mesmo? Ninguém sabia das relações de seu ex-procurador que saiu do serviço público para prestar consultoria?

E Moro, que tem o nome da sua esposa envolvido com suposto recebimento de valores da empresa contra a qual ele move o maior processo da história do Brasil? Se houvesse qualquer tipo de vínculo como esse entre Lula e a Odebrecht, com certeza o Brasil estaria em polvorosa. Mas não há. Contra Lula não há qualquer tipo de prova. E vejam, nem sequer delação contra ele, pois nenhuma testemunha, nem de acusação nem de defesa disseram que Lula recebeu qualquer vantagem no caso do tríplex.

A verdade é que vivemos uma grande ditadura do judiciário, onde todas as instituições vinculadas a ele promovem uma verdadeira caça as bruxas a políticos de esquerda, mas que quando chegam ao núcleo duro da corrupção inventam chicanas para evitar o inevitável, ver que corruptos existem também no lado direito da rua.

Uma vergonha! Vivemos um estado de exceção, não tenham dúvidas. Quem viver, verá o resultado final.

8 COMENTÁRIO

  1. Já que ninguém deu inicio ao processo, darei eu o primeiro passo:
    vamos fazer um abaixo assinado para canonizar o Deus Lula e Nossa Senhora Dilma. Levemos logo esse pedido ao papa, que canonize esses seres de luz ligados a religião PT, uma religião sagrada que resolveu todos os problemas da saúde, educação e segurança no nosso país. Nunca antes existiu nesse país, pessoas tão limpas, tão justas, tão honestas quanto esses 2 seres iluminados.
    Salve os jararaca sagrada, salve os ensacadora de vento, os fiéis da tua seita doentia estão morrendo por causa da mortadela estragada.

  2. As delações são um mercado persa, quem paga e conta o que os procuradores querem ouvir ( especialmente contra Lula/Dilma ) , se dá bem. Paga pouco , põe tornozeleira e.vai pra casa desfrutar o vil metal !
    Quando o poder é absoluto, a corrupção não tarda a chegar.
    Mas os batedores de panela e adoradores do pato amarelo não se importam, o que importa é não deixar pedra sobre pedra dos governos Lula/Dilma. O MPF pediu anulação da delação mentirosa de Delcídio Amaral, alguém noticiou ?
    Tristes dias, triste geração cujos juízes precisam ser julgados…

  3. Pastor Palocci passando para avisar que a sacolinha do culto rendeu R$ 300 milhões. Fiéis da religião petista querem comprar um sítio com pedalinho. Sua benção Deus Lula e Nossa Senhora Dilma.

  4. Pastor Palocci dedurou sem compromisso de dizer a verdade, é co-réu no processo Entregaria a mãe para sair da Guantánamo de Curitiba !!! É a fórmula d sempre : no primeiro depoimento, não disse o que queriam ouvir, toma 13 anos…voltou atrás? reduz prá dois…idem o caso de Leo Pinheiro da OAS…. Esta delação é mais uma do tipo ” não precisa provas, basta ouvir dizer “. Além disso, ameaçou falar sobre corrupção da Rede Globo e sistema financeiro, esqueça…. não interessa ao Juiz Moro, ele é Juiz da causa anti-lula e nada mais…Lula e Dilma não estão acima da lei, muito menos abaixo como querem nos fazer crer Moro e o MPF. Merecem um julgamento justo e isento , baseado em provas e não em convicções…..

Deixe uma resposta